Brasil

Reforma da Previdência: “A teoria do caos como premissa da MP 767/2017”
Em artigo, os advogados Lauro Thaddeu Gomes e Carolina Marin Maia, do escritório Castagna Maia, falam sobre a MP que determina a revisão de benefícios auxílios-doença e aposentadorias por invalidez 
Por: Redação FENTAC - Publicação: 13/02/2017
Imagem de Reforma da Previdência: “A teoria do caos como premissa da MP 767/2017”

divulgação

Os advogados Lauro Thaddeu Gomes e Carolina Marin Maia, do escritório Castagna Maia, responsável pelo caso Aerus, escreveram um artigo esclarecedor sobre a Medida Provisória 767/2017, proposta pelo governo Temer, que determina a revisão de benefícios auxílios-doença e aposentadorias por invalidez. 

“Deixa-se de cobrar dos verdadeiros causadores das incapacidades. Não o bastante, concedem-se benefícios fiscais em detrimento do custeio. A União mostra sua face desumana, ao economizar em desfavor de cidadãos inválidos e incapazes, os quais, na maior parte das vezes, não serão absorvidos pelo mercado de trabalho. A maldade dessa Medida Provisória recai exatamente sobre os mais desamparados e vulneráveis, os trabalhadores inválidos”, destaca o artigo.

Leia a seguir no Portal FENTAC

Baixe o documento


Assessoria de Imprensa e Comunicação da FENTAC/CUT
Agência: Mídia Consulte Comunicação Criativa & Marketing
Jornalista Responsável e Editora: Viviane Barbosa Mtb 28121
Jornalista-redatora: Vanessa Barboza - Mtb 74572
Redação:  jornalismo@midiaconsulte.com.br


Notícias Relacionadas

Reformas Trabalhista, Previdenciária e Terceirização Geral retiram direitos e prejudicam trabalhador da aviação, alerta FENTAC

02/05/2017 -

Em nota, Federação manifesta também preocupação com o impacto nas operações de segurança de voo

Não à Reforma Trabalhista: Pilotos e comissários aprovam “estado de greve” nos aeroportos

24/04/2017 -

Uma nova assembleia será realizada na quinta-feira (27) para definir paralisação nacional na sexta-feira (28)

#NenhumDireitoaMenos: Reforma trabalhista rasga a CLT e deixa o trabalhador sem direitos básicos

18/04/2017 -

O PL 6787/16 é uma proposta nefasta em toda sua extensão. Confira os principais pontos que detonam os direitos conquistados com muita luta

+ Notícias

Publicações

+

Da Federação

Dos Sindicatos Filiados

Campanha Salarial 2016/2017

Galeria de Fotos

#LutoPelaInfraero

Sindicatos Filiados

Parceiros