Brasil

Nova Direção da FENTAC/CUT define em Planejamento metas até 2020

Valorizar a formação de novos dirigentes, fortalecer as ações de comunicação e a luta pela ampliação e defesa dos direitos trabalhistas são algumas ações

Por: Viviane Barbosa, Assessora de Imprensa da FENTAC - Publicação: 10/04/2017
Imagem de Nova Direção da FENTAC/CUT define em Planejamento metas até 2020

Nova Direção da FENTAC/CUT - mandato 2017-2020 - foto: Dino Santos/Mídia Consulte

A nova Direção da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) realizou, nos dias, 7 e 8 de abril,  a sua Oficina de Planejamento do mandato, em São Paulo.

A atividade reuniu dirigentes dos sindicatos filiados dos aeroviários de Guarulhos, Campinas, Pernambuco, Porto Alegre e dos sindicatos de base nacional de Aeroviários, Aeronautas e Aeroportuários de várias regiões do país.

Na abertura do evento, o economista, sociólogo e professor da Fundação Escola de Sociologia e Política (FESPSP), William Nozaki, fez uma análise da conjuntura,  na qual destacou que a onda da direita internacional -- que precariza as relações de trabalho -- está avançando no mundo, principalmente no Brasil. 

“O governo Temer não tem mais governabilidade. Sua ação política tem fissuras no Senado, com rompimento da aliança com Renan Calheiros, altíssima rejeição popular e parte do PSDB já está saindo fora. Esse governo não tem condições de retomar o crescimento econômico. Ele ainda se mantém no poder porque tem apoio dos banqueiros e rentistas. O momento agora é de ação, resistência e combate”, destaca o professor.

Metas da nova Direção 

Durante a atividade, os aeroviários, aeroportuários e aeronautas construíram estratégias para valorizar a formação dos novos dirigentes nas bases e fortalecer as ações de comunicação da FENTAC para os trabalhadores e passageiros.

Também foi aprovada ações de combate a qualquer prática antissindical das empresas aéreas e a luta pela ampliação e defesa dos direitos trabalhistas.

A necessidade de aprimorar os instrumentos de organização e ação dentro da FENTAC foi outro tema debatido pelos dirigentes. “Estamos em um ano atípico com forte ataque do governo e do Congresso Nacional aos direitos da classe trabalhadora. O momento exigirá de nós capacidade e competência para resistir e lutar em defesa dos direitos", conta o presidente da Federação, o aeronauta Sergio Dias.

O diretor de comunicação da Federação e presidente do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), Rodrigo Maciel, disse que a Oficina tem grande significado  neste momento do país. “Saímos daqui prontos com o planejamento correto e assertivo para garantir a defesa dos direitos dos trabalhadores”, explica.


Foto: Dino Santos/Mídia Consulte 

Greve geral 28 de abril 

O  setor da aviação civil vai participar das ações do próximo dia 28 de abril, batizado de Dia Nacional de Mobilização e Greve Geral contra as reformas da Previdência, Trabalhista e a Lei da Terceirização irrestrita.  A ação é organizada pela CUT e pelos movimentos sociais e acontecerá em todo o país. 

“O setor aéreo não vai permitir a precarização que está por trás dessas reformas. Nosso setor  é complexo e essas propostas de Temer colocarão em risco a segurança de voo”, alerta Maciel. 

2020

Dias espera que até 2020 os sindicatos que representam os trabalhadores na aviação invistam na renovação de novos quadros. “A formação é um item muito importante porque por meio dela a gente consegue renovar e a renovação é um fator primordial para que de fato tenhamos uma Federação participativa e para todos”, conta.


Assessoria de Imprensa e Comunicação da FENTAC/CUT
Agência: Mídia Consulte Comunicação Criativa & Marketing
Jornalista Responsável e Editora: Viviane Barbosa Mtb 28121
Jornalista-redatora: Vanessa Barboza - Mtb 74572
Redação:  jornalismo@midiaconsulte.com.br


Notícias Relacionadas

FENTAC apoia greve dos pilotos colombianos na Avianca

20/09/2017 -

Categoria reivindica melhores salários e mais segurança operacional

Aerus: FENTAC, sindicatos e Comissões dos Estados repudiam notícias falsas em redes sociais sobre a ação civil pública

11/09/2017 -

As entidades estão à disposição de todos os participantes para esclarecer todos os passos do processo

Nova Lei do Aeronauta é sancionada

05/09/2017 -

Com isso, a lei entra em vigor em 90 dias, no dia 27 de novembro

+ Notícias

Publicações

+

Da Federação

Dos Sindicatos Filiados

Campanha Salarial 2016/2017

Galeria de Fotos

Solidariedade dos Sindicatos da aviação do Brasil e da América Latina à paralisação dos pilotos colombianos da Avianca

Sindicatos Filiados

Parceiros