Brasil

Após Reforma Trabalhista, Sindicato Nacional dos Aeroviários recebe denúncias de erro de cálculo nas rescisões

A FENTAC orienta também que em caso de erro ou dúvidas que o aeroviário, aeronauta ou aeroportuário sindicalizado procure imediatamente seu Sindicato para auxiliar

Por: Redação FENTAC com SNA - Publicação: 28/02/2018
Imagem de Após Reforma Trabalhista, Sindicato Nacional dos Aeroviários recebe denúncias de erro de cálculo nas rescisões

Reprodução

 O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) está recebendo diversas denúncias de erro de cálculo nas rescisões de contrato dos trabalhadores. Segundo o SNA, muitos aeroviários têm buscado orientação por conta da regra da Reforma Trabalhista, que tira a obrigatoriedade da realização da homologação no Sindicato.

Após a Reforma Trabalhista, a empresa apenas convoca o trabalhador e entrega o documento para que seja sacado o fundo de garantia, o seguro desemprego, e deposita diretamente o valor que ela entender como correto. Antes, todos os profissionais com mais de um ano de empresa tinham que ter a homologação da rescisão de trabalho feita no Sindicato ou no MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). Hoje, trabalhadores não têm mais ninguém para fazer a conferência e saber se os valores pagos estão corretos.


Em entrevista ao portal do SNA, o diretor sindical Carlos Geison conta que, em Brasília, aeroviários e aeroviárias são convocados à sede do SNA para que a conferência das rescisões sejam feitas com os advogados que prestam assessoria jurídica para o Sindicato. “Em caso de necessidade, ingressamos com ações trabalhistas para garantir os direitos do trabalhador”, afirma.


Segundo ele, os profissionais não se sentem mais seguros, agora que não fazem a homologação com a participação do Sindicato. “Eles sabem que isso é uma brecha para que as empresas paguem o valor errado da rescisão. É comum encontramos casos em que o valor não é calculado de acordo com o último reajuste salarial, por exemplo”, explica o diretor.


Em caso de dúvidas: acione o Sindicato 

A assessoria jurídica do SNA passa duas orientações que devem ser seguidas à risca pela categoria: procurar o Sindicato após o recebimento do documento da empresa, para garantir que os valores sejam pagos corretamente e nunca fazer qualquer tipo de acordo sem a presença do Sindicato. Isso porque, além da homologação não precisar mais ser feita no Sindicato, a Reforma Trabalhista abre uma brecha preocupante no que diz respeito ao acordo extrajudicial. 

O SNA também disponibiliza o contato das assessorias jurídicas das subsedes do SNA. Sócios e sócias do Sindicato têm direito a atendimento gratuito, basta entrar em contato e agendar um horário. Dúvidas podem ser encaminhadas para o canal atendimento@sna.org.br.

A FENTAC orienta também que caso haja qualquer erro nas rescisões de contrato de trabalho, que o aeroviário, aeronauta ou aeroportuário sindicalizado procure imediatamente seu Sindicato para auxiliar.


Assessoria de Imprensa e Comunicação da FENTAC/CUT
Agência: Mídia Consulte Comunicação Criativa & Marketing
Jornalista Responsável e Editora: Viviane Barbosa Mtb 28121
Jornalista-redatora: Vanessa Barboza - Mtb 74572
Redação:  jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Belém: Aeroviários inauguram novo espaço recreativo

19/07/2018

O espaço fica na  Av. José Rodrigues dos Santos, 448 - Zona Rural Benevides/ Benfica

Conversão km/hora: Aeronautas voltam a se reunir com Avianca na segunda-feira (23)

19/07/2018

A companhia se comprometeu em apresentar sua posição em relação à remuneração das sessões de simulador (para os alunos e instrutores) e valores das horas de reserva para os comissários com habilitação wide

Porto Alegre: Aeroviários vão às urnas em agosto eleger nova direção do Sindicato

10/07/2018

A FENTAC apoia a Chapa cutista 1 "Responsabilidade e Luta",  que é  encabeçada pelo companheiro Leonel Leandro Soares Montezana, atual presidente do Sindicato

+ Notícias

Publicações

+

Da Federação

Dos Sindicatos Filiados

Campanha Salarial 2016/2017

Galeria de Fotos

Sina e ITF realizam treinamento internacional "Defensoras das mulheres" para dirigentes do setor aéreo

Sindicatos Filiados

Parceiros