Brasil

Porto Alegre: Problemas enfrentados pelos aeroviários no Salgado Filho persistem

Fraport ainda não atendeu demanda da categoria

Por: Redação FENTAC com Aeroviários de Porto Alegre - Publicação: 16/03/2018
Imagem de Porto Alegre: Problemas enfrentados pelos aeroviários no Salgado Filho persistem

divulgação


Mesmo sob nova administração, a  estrutura de saúde e segurança no Aeroporto Salgado Filho continua com problemas. 
Segundo o Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre, apesar de terem sido encaminhados para a Fraport na última reunião, nenhuma das demandas da categoria aeroviária foi atendida pela concessionária. 

De acordo com o Sindicato, continuam as questões de falta de estrutura para higiene dos funcionários da Gol. “Os banheiros do setor de pista não têm papel ou sabonete e o local ainda precisaria de um chuveiro lava-olhos para situações de emergência, como o contato com materiais perigosos”, relata a direção da entidade.

A insegurança também persiste tanto para aeroviários quanto para usuários do Aeroporto. “O caso se agrava quando tratamos de trabalhadores que saem do seu expediente quando já está escuro ou quando deixam seus carros na rua, outra questão antiga que envolve a demanda por condições de estacionamento para quem trabalha no Salgado Filho”, finaliza. O Sindicato aguarda um posicionamento da Fraport.


Assessoria de Imprensa e Comunicação da FENTAC/CUT
Agência: Mídia Consulte Comunicação Criativa & Marketing
Jornalista Responsável e Editora: Viviane Barbosa Mtb 28121
Jornalista-redatora: Vanessa Barboza - Mtb 74572
Redação:  jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Chapa 1 dos Aeroviários de Porto Alegre vence eleições sindicais

17/08/2018

O presidente eleito é companheiro Leonel Montezana, atual presidente do Sindicato

Colômbia: FENTAC e Sindicatos da América Latina debatem lutas e desafios em encontro da ITF

14/08/2018

O evento contou com a participação de representantes de trabalhadores aeronautas e aeroviários da Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Guatemala, El Salvador, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai

Lei Maria da Penha completa 12 anos e luta pelo seu aperfeiçoamento precisa ser constante

07/08/2018

LMP fez diminuir em cerca de 10% a taxa de homicídio contra as mulheres dentro das residências

+ Notícias

Publicações

+

Da Federação

Dos Sindicatos Filiados

Campanha Salarial 2016/2017

Galeria de Fotos

Terceira reunião bimestral FENTAC e SNEA

Sindicatos Filiados

Parceiros