A gente quer 13% e vai lutar por isso

 Estamos prontos e preparados para mais uma campanha salarial unificada, reunindo aeroviários e aeronautas de todo o país, por um reajuste digno para os trabalhadores da aviação.

187

A boa luta se inicia e é essencial a participação das categorias, em todas as bases do país, para garantir a força necessária à nossa vitória.

Defendemos um índice de reajuste de 13%, que representa a projeção da inflação acumulada no período mais o aumento de produtividade das companhias aéreas. Como todos sabemos, esse aumento se dá com o esforço de cada trabalhador e resulta em lucro para as empresas. O que queremos é que esse lucro seja distribuído. 

Uma aviação melhor depende de trabalhadores bem remunerados com direitos respeitados. Estamos falando não apenas das leis trabalhistas, mas da regulamentação das profissões, das normas de segurança, dos direitos expressos nas nossas convenções e acordos coletivos de trabalho. E sobre isso o desafio também é grande para enfrentar o assédio moral promovido pelas empresas, as duplas jornadas ilegais, os atrasos no pagamento de salários e horas extras, a prática de burlar as normas de segurança do Trabalho que põe em risco muitas vidas. 

Estamos enfrentando também um difícil processo que envolve a concessão dos aeroportos da Rede Infraero, prejudicando os direitos de milhares de aeroportuários. E as propostas de mudança na legislação que rege o Código Brasileiro de Aviação, que podem comprometer a formação de novos aeronautas. Saiba mais sobre tudo isso nesta edição. Boa leitura e boa luta a todos(as)! 

A Direção