Aeroportuários: Terceira rodada de negociação da Campanha Salarial começa no dia 16

Nesta terça-feira (10), a GRU AIRPORT ofereceu um reajuste salarial de 6,30%, que foi rejeitado por unanimidade pelos trabalhadores

179

Na próxima segunda-feira (16), começa a terceira rodada de negociação da Campanha Salarial dos trabalhadores no Aeroporto Internacional de Guarulhos, o GRU Airport.

Dirigentes do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA/CUT) irão se reunir novamente com o departamento de recursos humanos da Concessionária para tentar chegar a um bom acordo para a categoria.  

Nesta terça-feira (10), houve uma reunião e a Concessionária ofereceu um reajuste salarial de 6,30%, que foi rejeitado por unanimidade pelos trabalhadores. A categoria luta por um aumento de 12%.  

A data-base dos aeroportuários é 1º de maio e estão em Campanha 1.717 funcionários contratados  pela Concessionária que administra o Aeroporto desde 2013, formada pelas empresas Invepar e ACSA (Concessionária do Aeroporto de Guarulhos S/A), em sociedade com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Revindicações

Entre as bandeiras está o aumento de 12% nos salários e que esse percentual seja repassado para  todas as cláusulas econômicas, para que o aeroportuário (a) possa ter um ganho acima da inflação. “O Aeroporto de Guarulhos é o maior da América Latina, possui uma holding que ganha muito dinheiro, então, não há motivos de negociar um valor abaixo”, relata o Tavares.

Outro ponto da pauta do SINA é a melhoria nas condições de trabalho, destacando a escala de trabalho. “Hoje, os aeroportuários em Guarulhos trabalham em média 200 horas semanais, e isso é muito desgastante. O trabalhador no Aeroporto precisa estar descansado e relaxado, porque a responsabilidade é muito grande, pois eles trabalham com a segurança das pessoas”, frisa.

A categoria também revindica a inclusão dos pais e mães no plano de saúde e o direito de usar o estacionamento dentro do Aeroporto. 

Redação FENTAC/CUT