Cuide do seu coração para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo

A alta carga de euforia e adrenalina durante os dias de jogo pode ser um fator de risco

87

Não vai faltar emoção quando a bola rolar no próximo dia 12 de junho. Mas é preciso ter saúde para torcer pelo Brasil durante a Copa do Mundo. A alta carga de euforia e adrenalina partilhada pelos torcedores da seleção durante os dias de jogo pode ser um fator de risco cardiovascular se somada a hábitos ruins. E não apenas para quem já apresenta alguma cardiopatia. A bebida em excesso e o fumo são inimigos do coração e levam milhares ao infarto anualmente.
“Alimentar-se corretamente e dormir bem nos dias precedentes à partida é fundamental, mas é importante também tomar outros cuidados para que a comemoração não se torne um estresse para o coração”, explica o cardiologista Stephan Lachtermacher, do Instituto Nacional de Cardiologia (INC). O médico destaca o cuidado com a sobrecarga de músculos, pelas horas em pé e pela agitação da festa, destacando que é importante fazer exercícios regularmente.
O cardiologista do INC esclarece que a euforia faz com que o coração precise bombear uma quantidade maior de sangue em menor tempo. Por isso, o cuidado deve ser redobrado com pessoas portadoras de hipertensão arterial, diabetes, com colesterol alto (LDL), estressadas e com histórico familiar de doença cardíaca. Para os fumantes, a recomendação é largar o fumo o quanto antes. Bebida alcoólica é permitida, mas com moderação.

Dicas do INC para um coração saudável na Copa

  • Comece a se exercitar. Caminhe cinco vezes por semana, vinte minutos ao dia.
  • Lembre-se que o foco é a festa, a diversão. Nada de se estressar!
  • Coma com qualidade. Frutas, verduras e proteínas precisam estar no cardápio.
  • Não abuse do sal.
  • Durma bem antes da partida, de preferência completando oito horas de sono.
  • Beba bastante água durante o dia.
  • Escolha sanduíches, suco de frutas e barra de cereais.
  • Não fume. Especialmente no jogo, quando a emoção e o exagero falam mais alto.
  • Se possível, faça antes uma consulta ao médico para saber como anda sua saúde.

Fonte: INC