Dirigente sindical da Air France é demitida durante manifestação contra empresa

Funcionária há quase seis anos, Rita Costa vai entrar na justiça com pedido de reintegração
Por Cláudia Fonseca
A Air France demitiu a delegada do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) Rita de Cássia Costa por participar da manifestação contra a empresa no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no dia 21 de junho.

325

Ela reivindicava que a companhia cumprisse a legislação brasileira e pagasse os domingos trabalhados. Em vez de dialogar, a Air France demonstrou claro desrespeito à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) quando mandou embora uma funcionária que tem estabilidade.

O gerente Antônio Jorge Assunção alegou que Rita não poderia participar do movimento uniformizada. Porém, não há nenhum tipo de norma que proíba essa prática. “Eu iria para o check-in às 15hs. A manifestação começou às 14hs. Eu estava fora do meu horário de trabalho, nada me impedia de estar presente”, afirma Rita, que já fazia parte do quadro da Air France há quase seis anos. Ela vai entrar com ação contra a empresa, com o pedido de
reintegração.

American Air Lines

O movimento contra a Air France foi organizado com o objetivo de exigir 100% do pagamento dos domingos trabalhados, fim do excesso de jornada
diária, de dias trabalhados sem descanso e o pagamento do 13° salário, que está atrasado. O SNA aproveitou o sucesso da manifestação para também
reivindicar os direitos dos funcionários da American Air Lines. Há quatro meses, a empresa demitiu o diretor sindical Marcelo Schmidt.