FENTAC entrega propostas para candidatos à presidência

Documento representa interesses das categorias do setor aéreo e defende a Infraero

43

Uma proposta de plano de governo para o setor aéreo foi costurada por entidades ligadas a FENTAC e está sendo entregue para candidatos à presidência. O documento já foi entregue para lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT) e para o candidato à presidência Luis Inácio Lula da Silva.

Da esquerda para a direita, Rodrigo Maciel (Sindigru), Aloizio Mercadante (PT), Francisco Lemos (SINA) e Paulo Alexandre (FENTAC e SINA)
Capa do documento entregue, com assinatura de recebimento de Aloizio Mercadante.

O objetivo da criação deste documento foi reunir em um mesmo documento as principais preocupações e reivindicações dos aeronautas, aeroportuários, aeroviários e também dos trabalhadores que atuam em serviços auxiliares.

As pautas reunidas neste documento de 13 páginas giram em torno de temas como qualificação profissional, segurança do trabalho e de voo, terceirização e flexibilização da jornada de trabalho.

Além dessas pautas dos trabalhadores, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) também é defendida pelas entidades. No texto, são destacados os méritos das administrações públicas dos aeroportos e criticadas as falhas das concessões, além de destacada a importância do conhecimento acumulado pela estatal ao longo de cinco décadas de gestão.

Assinam o documento as seguintes entidades: a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC), o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA), o Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), o Sindicato dos Aeroviários de Pernambuco, o Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre, o Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), o Sindicato dos Trabalhadores Auxiliares na Aviação de Guarulhos (SINTAAG) e a International Transport Workers’ Federation, ou Federação Internacional dos Trabalhadores em Transporte (ITF).

Na medida do possível, a pauta também será entregue para candidatos aos governos estaduais e outras lideranças políticas.