Mecânicos da TAP/VEM votam contra a continuidade de redução de jornada e trabalho

SNA contesta resultado da assembleia organizada pelo outro sindicato do Rio de Janeiro

259

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) organizou assembleia com os mecânicos da TAP/VEM, no dia 8 de julho, na Área Industrial, para colocar em votação a proposta da empresa de estender por mais três meses e meio a redução de jornada e salário. Diferente do resultado anterior, 50% dos trabalhadores foram contra a renovação do acordo, 46% se declararam a favor e 4% votaram nulo. Porém, a apuração feita pelo outro sindicato do Rio de Janeiro não apontou a mesma conclusão.

Segundo essa organização, 65% dos aeroviários desejam dar continuidade a proposta da TAP/VEM. O SNA questiona esse resultado e a política adotada durante a votação. “Eles fizeram a assembleia dentro da empresa, na presença de diretores que poderiam influenciar na decisão do trabalhador. Enquanto apuramos os votos com transparência, o outro sindicato fez a contagem à portas fechadas, com o patrão”, declara a direção do SNA.

Para a instituição, uma prova do descontentamento geral foi a baixa frequência na assembleia do Sindicato de Porto Alegre, realizada também no dia 8 de julho, em que o número de participantes foi 45% menor. “Se na primeira votação 900 pessoas compareceram, na última apenas 409 estiveram presentes, o que demonstra insatisfação. Esse pequeno grupo votou a favor, mas não representou o desejo dos 1400 aeroviários da região”.

Medidas adotadas

O SNA vai enviar um documento para o procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT) João Hilácio Valetim, em parceria com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC), para informar a contradição do resultado. “Queremos que a apuração dos fatos seja realizada de forma clara e honesta com a classe, atendendo o real desejo dos mecânicos da TAP/VEM”.

Por Cláudia Fonseca

 


Em Porto Alegre trabalhadores aprovam prorrogação do acordo

O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre realizou, nesta quarta-feira (8/7), assembleia geral extraordinária com os trabalhadores da TAP/VEM para deliberar sobre a prorrogação, por mais 105 dias, do acordo de redução de jornada e salários. Por decisão da maioria, a proposta foi aceita.

78,24% dos votantes foram a favor da prorrogação, e 21,75% contrários. Com a decisão, o acordo será prorrogado, a partir de 15 de julho, com vigência até 15 de outubro. A estabilidade de emprego garantida neste novo acordo é de mais seis meses, com vigência até março de 2010.

Por: Assessoria do Sindicato