Perde-se um lutador, mas não a esperança

Faleceu, em 14 de janeiro, o Dr. Luis Antônio Castagna Maia, advogado previdenciário que era o patrono das ações em defesa dos aposentados e pensionistas do Aerus e Aeros desde 2002. Sua perda foi muito sentida por todos os familiares e amigos, e também por milhares de trabalhadores do setor aéreo, na ativa e aposentados, assim como por dirigentes sindicais que tiveram a honra de conviver com ele.
Nos últimos anos, Maia lutava contra um câncer. Apesar da doença, manteve-se sempre ativo e combativo. Nascido em Gaurama (RS), em 16 de dezembro de 1964, ex-bancário, ex-coordenador do Dieese, Castagna Maia se especializou em Direito Previdenciário e passou a advogar para os trabalhadores, tendo sua capacidade técnica inúmeras vezes reconhecida no meio jurídico.
Mais que um advogado, Maia era um lutador, um guerreiro, que acreditava em um Brasil melhor e fazia da sua profissão um instrumento para lutar por justiça social e por mudanças para o país.
A atuação extremamente comprometida do Dr. Maia nos processos em defesa dos aposentados e pensionistas jamais será esquecida. Ele deixa um legado de esperança para milhares de pessoas e uma enorme saudade para sua família e para todos aqueles que, ao longo desses anos, conviveram com ele e puderam partilhar sua amizade.
Neste momento de pesar, é essencial que os aposentados e pensionistas do Aerus e Aeros mantenham-se unidos e tranquilos, para continuar lutando. Caberá a todos honrar o trabalho que Maia realizou nos últimos anos. Concretizar essas ações que encaminham-se para uma solução vitoriosa será uma grande homenagem. (foto: Bancários-DF)

190