FENTAC/CUT apoia a Marcha das Mulheres Negras

    Mobilização ocupará a Esplanada dos Ministérios nesta quarta-feira (18)

    353

    A FENTAC/CUT apoia a edição 2015 da Marcha das Mulheres Negras, que terá o tema "Contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver".

    A atividade acontecerá nesta quarta-feira (18), dois dias antes do Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado no dia 20, e ocupará a Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

    O objetivo é dar maior visibilidade à situação de opressão secular da mulher negra, homenagear as ancestrais e exigir do Estado brasileiro, bem como de todos os setores da nossa sociedade, respeito e compromisso com a promoção da equidade racial e de gênero.

    Organizado pelo Comitê Impulsor Nacional, a Marcha reunirá mulheres de todas as centrais sindicais e movimentos sociais.

    Dados

    Dados divulgados pelo Comitê da Marcha destacam que as mulheres negras representam 25% da população brasileira, ou seja, 49 milhões. A violência está entre os maiores problemas enfrentados pelo grupo social, além da falta de qualidade na saúde e respeito ao culto de divindades de matriz africana.

    Segundo a coordenadora estadual do Movimento Negro Unificado (MNU/MG) e integrante do comitê organizador da marcha, Ângela Gomes, 70% das mulheres negras morrem dentro do espaço doméstico e isto é ignorado pelos dados oficiais.

    "Não estamos reivindicando só a vida dos negros. Nós, mulheres negras, estamos reivindicando nosso projeto de vida", diz.

    Ela acrescenta que foi a população negra que teve papel fundamental na construção do Brasil. "Há 300 anos não temos reparação da nossa história. Ao contrário, mulheres negras ganham 48% do salário das mulheres brancas na mesma função", comparou.

    Sobre a Marcha

    A ideia de realizar a "Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver" surgiu durante o Encontro Paralelo da Sociedade Civil para o afro XXI, em 2011. A Confederação Executiva Nacional da Marcha, ou Comitê Impulsor Nacional tem o papel de organizar o ato.

    Criado em novembro de 2013, durante a III Conapir, o Comitê Nacional reúne representantes das seguintes entidades: Associação dos Agentes da Pastoral Negros (APNs), Articulação Nacional das Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Quilombas (Conaq), Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), Fórum Nacional de Mulheres Negras (FNMN), Movimento Negro Unificado (MNU) e União de Negros e Negras pela Igualdade (Unegro).

    Programação da Marcha das Mulheres Negras 2015
    Local:
     Ginásio Nilson Nelson ao lado do Estádio Nacional de Brasília – Arena Mané Garrincha

    Programação

    16 de novembro
    9h às 12h –
     Cuidado entre ativistas para aliviar e cuidar as dores da violência, com Guaciara Cesar de Oliveira
    Local: Auditório I
    14h às 16h – Os sabores tradicionais e a saúde, com Verônica Lourenço da Silva
    Local: Auditório I
    16h às 18h – Arte Cultura e Pensamento Afrofuturista, com Leila Lopes
    Local: Auditório I
    Violência – Com Mariana de Melo Pessanha
    Local: Auditório II

    17 de novembro
    Alojamento – Ginásio Nilson Nelson
    9h às 12h –
     Roda de conversa sobre a luta contra o racismo, a violência e pelo bem viver na perspectiva feminista, com Guaciara Cesar de Oliveira
    Local: Auditório I
    14h às 16h – Do Estatuto da Igualdade Racial à Marcha das Mulheres Negras, com Rosalia Lemos
    Local: Auditório I
    14h – Vozes da Mulheres Negras na Obra de Cidinha da Silva, com Cidinha da Silva
    Local: Auditório II
    14h às 16h – Customização de Camisetas, com Jaqueline da Silva Ferreira Trajano
    Local: Área Externa
    16h ás 18h – Saúde da Mulher Negra: Agravos e intervenções, com Janaina Rodrigues, Geisla Godinho e Cliseuda da Silva
    Local: Auditório I
    17h às 18h – Lançamento de Livros
    Local: Auditório II
    16h às 18h – Rainhas Coroadas na Beleza Étnica, com Adeline Benedita e Alves Santiago
    Local: Área Externa
    18h – Exibição do filme reze antes que o diabo volte
    Local: Auditório I

    18 de novembro – Marcha
    9 horas –
     Concentração no Ginásio Nilson Nelson
    Percurso – Do Ginásio Nilson Nelson até a Praça dos Três Poderes
    Encerramento – Complexo Cultural do Museu da República

    Mais informações: http://www.marchadasmulheresnegras.com