Campanha Salarial: FENTAC critica SNEA que se recusa negociar pautas dos trabalhadores

Presidente da Federação, Sergio Dias, espera que as empresas mudem essa "posição". Próxima rodada prevista para quinta-feira (3) foi desmarcada pelo SNEA. Ficou mantida a data do dia (9), às 11h, em São Paulo

349

A primeira rodada de negociação da Campanha Salarial dos Aeroviários e Aeronautas da base da FENTAC/CUT realizada nesta quinta-feira (27), no Hotel Transamérica, em São Paulo, com as empresas aéreas foi considerada “frustrante” na avaliação dos dirigentes dos sindicatos filiados.

O clima acirrou quando o novo presidente do Sindicato das Empresas Aéreas (SNEA), Ronaldo Bento Trad, disse que as reivindicações sobre as cláusulas novas propostas pelos sindicatos “foram rejeitadas” pelas companhias. Outro descontentamento foi sobre o reajuste salarial, o SNEA disse para os sindicalistas não terem nenhuma “expectativa”. 

Mau começo
O presidente da FENTAC, Sergio Dias, não gostou da resposta negativa do SNEA e pediu para que a mesa patronal faça uma nova reflexão sobre as cláusulas novas e também se posicione  sobre os reajustes nas cláusulas econômicas na próxima rodada, agendada para o dia 3 de novembro. 

“Entregamos as nossas pautas em 15 setembro. Pleiteamos o INPC, da nossa base de 1º dezembro, e mais 5% de aumento real. Semana que vem entramos em novembro e é frustrante ouvir das empresas que não têm nenhuma posição sobre a pauta econômica”, relata. 

A diretora da FENTAC e do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), Selma Balbino, falou que as empresas estão indo por um caminho equivocado. “Estamos começando mal. O ambiente no Brasil não é bom para ambas as partes. As reivindicações de novos direitos estão relacionadas com a qualidade de vida dos trabalhadores, assunto muito sensível na aviação. Espero que seja uma mera impressão, caso contrário, terá reação”, frisa.

Selma falou que é fundamental para equilibrar o debate adotar o exercício da criatividade. “Temos que fazer isso e colocar na ordem do dia”.

""
Mesa dos Trabalhadores da Aviação Civil – foto: Mídia Consulte 

Cláusulas em vigor nas CCTS

Com relação aos direitos em vigor nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) dos Aeroviários e Aeronautas, o SNEA propôs uma “metodologia” de negociação, ou seja, selecionou um rol de cláusulas de ambas Convenções nas quais os trabalhadores têm interesse em negociar; que empresa e sindicatos querem modificar e os direitos que somente as empresas querem mexer.

Sergio Dias demonstrou “surpresa” com essa nova metodologia e disse que vai esperar a  próxima negociação para avaliar o andamento. O SNEA assegurou aos sindicatos que as cláusulas em vigor que não foram citadas nesse rol estão automaticamente validadas. 

Comissões Paritárias 

Os dirigentes também demonstraram descontentamento sobre a posição do SNEA referente às reivindicações das categorias nas Comissões Paritárias, propostas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), na Campanha Salarial de 2015/2016, que visava incluir melhorias em direitos sociais nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs). 

No caso dos aeroviários, não houve alteração na melhoria das cláusulas da escala 5X1 e folga agrupada, as empresas apenas sinalizaram a possibilidade de acordo por empresa e no caso dos aeronautas só houve aumento de cinco para sete dos assentos de Passe-Livre, já a cláusula que pleiteava o aumento de folgas para os tripulantes (Período Oposto) foi negada.

O SNEA justificou que as empresas não tiveram “consenso” sobre as propostas dos trabalhadores.

O debate das Comissões Paritárias foi encerrado e agora o Sindicato Patronal  e o dos trabalhadores vão ao TST comunicar o desfecho. “Foi decepcionante, fizemos tantas reuniões, ajustamos as nossas propostas e as empresas negaram tudo. Essas melhorias não implicariam em custo para as companhias, é lamentável esse encerramento”, critica Dias. 

""
Rodada de negociação SNEA e FENTAC – foto: Mídia Consulte 
 

Calendário de rodadas
A próxima rodada prevista para quinta-feira (3) foi desmarcada pelo SNEA. Ficou mantida a data d
o dia 9 de novembro, às 11h, em São Paulo. Também estão agendadas rodadas para os dias:  17, 24 e 30 de novembro. O horário será, às 11h, na sede da entidade patronal. 

Acesse aqui mais informações da Campanha Salarial da FENTAC