Táxi Aéreo: Aeronautas realizarão assembleia na sexta para deliberar sobre proposta patronal

Proposta do SNETA continua aquém do reivindica a categoria. Já os aeroviários seguem as consultas sobre paralisação no setor

326

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) vai realizar nesta sexta-feira (14) assembleias com a categoria para deliberar sobre a proposta feita pelo Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo (SNETA). Os locais e horários das assembleias serão divulgados em breve pelo Sindicato.

De acordo com o Sindicato, a proposta do SNETA não difere muito da anterior que foi reprovada pelos trabalhadores.

Ela consiste em: 5% de reajuste nos salários, a partir de 1º de agosto de 2016; pisos salariais: 10% de reajuste, a partir de 1º de agosto de 2016; vale-alimentação, diárias e seguro de vida: 10,97% de reajuste, a partir de 1º de agosto de 2016. 

Os reajustes seriam aplicados a partir de agosto de 2016, não havendo retroatividade à data-base, 1º de dezembro de 2015.

Os aeroviários e aeronautas do setor de táxi aéreo da base da FENTAC  reivindicam a reposição salarial de 10%, bem como atualizações nas cláusulas sociais e econômicas. 

Caso a proposta das empresas não seja aceita, a assembleia dos aeronautas poderá deliberar sobre um movimento de greve.

Aeroviários

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) está consultando as bases e uma paralisação não está descartada. Até o fechamento dessa matéria, o resultado não havia sido divulgado.

Negociação

O descaso das empresas de táxi aéreo é um desrespeito aos profissionais no setor, que produziram com a sua força de trabalho a riqueza das empresas nos últimos 12 meses.

A FENTAC e os Sindicatos dos Aeronautas e Aeroviários filiados realizaram diversas reuniões, sendo que as últimas tiveram mediações do Tribunal Superior do Trabalho (TST), na tentativa de renovar as Convenções Coletivas de Trabalho (CCT). 

A data base das categorias venceu no dia 1º de dezembro de 2015 e até agora os profissionais do setor estão com seus salários e direitos defasados.