Todo apoio aos companheiros na Lan Chile: Aeroviários fazem paralisação por aumento salarial

A paralisação iniciou na quinta-feira (9) no aeroporto de Santiago

431

Trabalhadores na Lan Express no Chile, considerada a maior companhia aérea da América Latina,  realizaram paralisação de 24 horas na quinta-feira (9), em todos os aeroportos do país. A informação é do Red Latam da Federação Internacional dos Trabalhadores de Transporte (ITF), entidade a qual a FENTAC/CUT é filiada. 

O motivo da paralisação é que a Lan Express não apresentou nenhuma proposta de aumento salarial para os trabalhadores.   A greve contou com a adesão de 98,19%, no total são 881, dos aeroviários que tralham nas áreas de manutenção, rampa, assistência ao passageiro, que provocou atrasos e cancelamentos nos voos da campanhia.  “Temos que enfrentar como trabalhadores as irregularidades que vivemos há muitos anos, no qual os empresários nos obrigam a sacrificarmos por suas ambições. Os salários pagos são injustos e estão abaixo do Salário Mínimo, em torno de 211 mil (US$ 345) pesos em média”, destaca Luis Chávez, presidente do Sindicato de Trabalhadores da LAN Express  (Sindilanex).

Todo apoio

A Direção da FENTAC/CUT manifesta total apoio à luta dos companheiros e companheiras da Lan Chile, que é justa, e salienta que a Companhia ao adotar essa postura truculenta, se recusando a negociar a pauta da categoria, caminha na direção contrária das relações do capital e trabalho.

ITF

Os sindicatos dos trabalhadores na aviação da LAN e TAM Airlines são membros da Federação Internacional dos Trabalhadores de Transporte (ITF),  entidade que representa mais de 4,5 milhões de trabalhadores em transporte de 150 países do mundo.  A companhia LATAM Airlines GROUP, a chilena LAN Airlines e a brasileira TAM Airlines  são as maiores companhias aéreas da América Latina. 

Filiada à ITF, a FENTAC/CUT tem filiados os sindicatos dos aeroportuários, aeroviários e aeronautas  que representam cerca de 100 mil trabalhadores na aviação no Brasil .

Viviane Barbosa, da Redação da FENTAC com informações do Red Latam ITF