8 de março: Mulheres realizam ato na Av.Paulista

    Manifestantes se concentração às 16h no vão livre do Masp

    356

    Com o tema “Mulheres nas ruas por liberdade, autonomia e por democracia pra lutar”, movimentos sociais e sindical, como a CUT, pretendem levar milhares à Avenida Paulista, em ato unificado nesta terça (8), com concentração às 16h, no vão livre do Museu de Artes de São Paulo (Masp).  

    No Dia Internacional de Luta das Mulheres, as bandeiras defendidas incluem também a legalização do aborto, o fim da violência e o combate ao ajuste fiscal e à reforma de Previdência – criticada pela secretária da Mulher Trabalhadora da CUT Nacional, Junéia Martins Batista.

    “Não aceitamos que as mulheres sejam penalizadas com o aumento dos anos de trabalho porque ainda não temos a divisão de responsabilidades familiares no lar e na vida”, protesta.

    Outros estados brasileiros também se organizam pela Frente Brasil Popular para atos massivos protagonizados pelas mulheres, reforçando a luta contra o golpe e em defesa da democracia e do ex-presidente Lula, levado de maneira coercitiva – quando é obrigado a depor – para a Polícia Federal na semana passada.

    Após o ato no Masp, a manifestação seguirá em caminhada até a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, na Praça da República, onde cobrarão que as denúncias de desvios de recursos para a merenda escolar no governo Geraldo Alckmin (PSDB) sejam apuradas.

    Secretária da Mulher Trabalhadora da CUT São Paulo, Ana Lúcia Firmino, garante que não faltará alegria ao protesto, marcado pelo som da bateria das mulheres e contará com bandeiras e intervenções culturais. “A democracia que acreditamos é sem trapaças, golpes e figuras como Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reverenciadas por defender o retrocesso de direitos em todos os âmbitos. Nela também as mulheres têm salários iguais aos dos homens, ao exercerem as mesmas funções.”

    Serviço

    Ato Unificado do Dia Internacional de Luta da Mulher
    Quando: 8 de março, com concentração às 16h
    Onde: Concentração no vão do Masp (Av. Paulista), às 16h
    Caminhada até a Praça da República