FENTAC/CUT repudia ação truculenta da PM do Paraná contra professores

A Federação manifesta total apoio à luta dos educadores paranaenses

349

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) repudia o massacre da PM do Paraná contra os professores paranaenses, deixando 200 feridos, na quarta-feira (29).  A categoria, em greve há mais de 40 dias, estava realizando um protesto pacífico em frente à Assembleia Legislativa, contra a medida aprovada pelo governador, Beto Richa (PSDB), que confisca a previdência dos professores para pagar dívidas do Estado.

A FENTAC considera estarrecedor que tais cenas de violência venham à tona justamente às vésperas do 1º de maio, quando se comemora do Dia do Trabalhador, momento em que são celebradas as conquistas da classe trabalhadora e em que é reafirmada a legitimidade da sua luta.

A Federação manifesta total solidariedade aos educadores,  e repudia veementemente a atitude do governador Beto Richa por não negociar com o funcionalismo e principalmente, pela irresponsabilidade ao ordenar tamanha violência contra os professores.

Direção da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC)