Latam Brasil chega a 243 voos domésticos em setembro

No Brasil, a companhia aérea passará de 171 para 243 voos domésticos diários, chegando a 44 destinos no Brasil

262

O Grupo Latam Airlines anunciou que, no mês de setembro, a sua operação terá mais frequências em voos no Chile, Brasil, Peru e Equador, além da retomada da operação doméstica na Colômbia. Também serão retomadas três rotas internacionais com origem em Santiago e São Paulo.

No Brasil, a companhia aérea passará de 171 para 243 voos domésticos diários, chegando a 44 destinos no Brasil, além da operação em codeshare com a Azul Linhas Aéreas, que oferece aos passageiros da Latam sete novos destinos no Brasil: Montes Claros e Governador Valadares (Minas Gerais), Juazeiro do Norte (Ceará), Petrolina e Fernando de Noronha (Pernambuco), Campina Grande (Paraíba) e Viracopos (São Paulo).

Já as novidades nas operações internacionais são o voo Guarulhos-Nova York (três vezes por semana) e o voo São Paulo-Montevidéu (uma frequência semanal).

GRUPO

Em setembro, a Latam prevê voar para 11 destinos no Chile, passando de 20 para 35 frequências diárias no país. No mercado internacional, as novidades serão os voos Santiago-Montevidéu (uma frequência semanal cada), dois voos semanais de Santiago para Los Angeles e Nova York, respectivamente, e um aumento para três voos semanais de Santiago para Madri.

No Peru, a Latam passará a operar voos para sete destinos domésticos a partir de Lima para Chiclayo, Iquitos, Pucallpa, Piura, Tumbes, Trujillo e Talara. Já na Colômbia, a aérea prevê a retomada das operações para Barranquilla, Bucaramanga, Cali, Cartagena, Leticia, Medellín, Santa Marta e San Andrés.

Enquanto no Equador, a companhia passará a operar 30 frequências semanais dentro do país, um aumento de 50% em relação a agosto. Os voos são de Quito para Coca, Cuenca, Guayaquil e Manta; bem como de Guayaquil para Baltra e San Cristóbal (Ilhas Galápagos).

A operação do grupo está sujeita às condições de mercado de acordo com a evolução da pandemia, assim como às restrições de viagens nos países onde opera.

RePost: PANROTAS