Porto Seguro: Trabalhadores na Bahia Airport Service anunciam paralisação no sábado (14)

    Segundo o diretor do SNA, Nilton Mota, a empresa se recusa em cumprir os direitos assegurados em Convenção Coletiva de Trabalho

    272

    Os trabalhadores na Bahia Airport Service (BAS), empresa que presta serviços auxiliares no Aeroporto de Porto Seguro (BA), anunciaram paralisação de todos os serviços de embarque e desembarque no sábado de carnaval (14). A decisão foi aprovada or unanimidade em assembleia da categoria, realizada no dia (4). O movimento é organizado pelo Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA).

    O motivo é a intransigência da empresa que se nega em cumprir a Convenção Coletiva de Trabalho de 2014/2015 (CCT) firmada entre o SNA e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, SNEA. A data-base é 1º de dezembro. "Um dos problemas é que BAS não reconhece o nosso Sindicato, como legítimo representante da categoria. Desta forma, torna-se ilegítima também a realização da rescisão de contrato de trabalho dos funcionários que foram demitidos", relata o diretor do SNA, Nilton Mota, ao Portal Radar Notícia de Porto Seguro.

    Nilton explica que a legislação trabalhista obriga que a rescisão do contrato de trabalho seja realizada na sede do Sindicato da categoria, ou caso não exista um sindicato legítimo, a rescisão tem que ser efetuada na Superintendência Regional do Trabalho, órgão ligado ao Ministério do Trabalho, na região. A regra vale para quem trabalhou na empresa por mais de 12 meses ininterruptos. "O SNA é reconhecido oficialmente como representante legal dos aeroviários, portanto, as rescisões devem ser feitas no Sindicado. A Bahia Airport Service não aceita as determinações da Lei e isso acarretará prejuízos para os funcionários demitidos e insegurança para os que estão trabalhando", alerta.

    O dirigente pontuou que o movimento grevista não visa prejudicar passageiros e turistas. “Somos forçados a recorrer à greve, diante da truculência da empresa que se recusa em cumprir os nossos direitos que estão assegurados em Convenção. Essa prática tem causado sérios prejuízos financeiros e psicológicos aos 140 funcionários", completa.

    Auto de Infração do MTE
    Recentemente a Bahia Airport Service foi autuada pela Gerência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego de Eunápolis. Algumas das irregularidades constatadas foram: descumprimento das leis trabalhistas, da CCT, salários atrasados e piso salarial rebaixado.

    Outro grave problema é vincular os trabalhadores  à Federação dos Comerciários na Bahia. Uma decisão do juiz Gilmar Carneiro de Oliveira, do Tribunal Superior do Trabalho, condenou a empresa.  “Essa  vinculação é um mero truque e  sonega aos trabalhadores os direitos conquistados através das Convenções Coletivas de Trabalho celebradas entre os trabalhadores e o SNEA, resultando assim que são obscuras e incompreensíveis as premissas que levaram a empresa a sonegar a seus empregados o natural enquadramento sindical”, destaca trecho da sentença.

    Bahia Airport Service
    A Bahia Airport Service é ligada ao grupo econômico da SINART que administra o Aeroporto Internacional de Porto Seguro.

     

    Viviane Barbosa, da Redação da FENTAC, com Messias Filho do Portal Radar Notícia