Profissionais dos transportes são incluídos de forma oficial na lista de prioridades de vacinação contra a covid-19, diz Minfra

Decisão engloba motoristas de ônibus, cobradores, caminhoneiros, portuários, aeronautas, aeroviários, ferroviários e metroviários

98

Agora é oficial: Profissionais de transportes de cargas e de passageiros foram incluídos como grupos prioritários na vacinação contra a covid-19.

A informação foi divulgada no início da noite desta segunda-feira, 18 de janeiro de 2021, pelo Minfra (Ministério da Infraestrutura), por meio de nota.

Segundo a pasta, informe técnico da instituição determina assim a inclusão de profissionais como motoristas de ônibus (urbano, metropolitano, suburbano, semiurbano, fretamento, rodoviário), cobradores de ônibus, caminhoneiros; portuários, incluindo trabalhadores da área administrativa; funcionários das companhias aéreas nacionais; funcionários de empresas metroferroviárias de passageiros e de cargas; funcionários de empresas brasileiras de navegação; entre outros.

Segundo o diretor do sindicato Nacional dos aeroportuários, Leonardo Félix, em mensagem ao Diário do Transporte, a determinação também engloba a categoria

A data para o início da vacinação não foi ainda definida, mas a imunização destes trabalhadores deve ocorrer somente depois dos profissionais de saúde, indígenas, quilombolas e idosos.

A campanha de imunização começou neste domingo (17) em São Paulo e nos outros estados as vacinas enviadas pelo Instituto Butantan começaram a ser distribuídas nesta segunda (18).

Em nota, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou a importância da imunização destes profissionais.

“Essa é uma grande notícia para nossos trabalhadores que continuaram, mesmo durante toda a pandemia, prestando um grande serviço ao nosso país. Esses profissionais terão o suporte do Governo Federal para garantir a vacinação como grupo prioritário e vamos garantir segurança e as condições que eles precisam para continuar nas estradas, portos e ferrovias”, disse.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

RePost: Diário do Transporte