Táxi Aéreo: Sem nova proposta, negociação entre FENTAC e SNETA não avança

Próxima rodada está agendada para o dia 25 de janeiro, na sede do Sindicato Nacional dos Aeronautas, no Rio de Janeiro

366

Terminou sem avanço a negociação da Campanha Salarial do Táxi Aéreo entre a FENTAC e o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNETA), realizada na terça-feira (12), na sede do Sindicato patronal, no Rio de Janeiro.

Na ocasião, o SNETA manteve a proposta de reposição salarial que consiste em  2% de reposição para aeroviários que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.576) e 2% para aeronautas que ganham até R$ 5 mil. Os trabalhadores que recebem acima desses valores, não teriam o reajuste. 

Para o presidente da FENTAC/CUT, Sergio Dias, agora é a hora da mobilização. “Para avançarmos nessa negociação, a união das categorias será fundamental”, alerta Dias.

Assembleias

Os  aeroviários realizarão assembleias itinerantes pelo Brasil a partir do dia 15 de janeiro  para deliberar sobre a proposta feita pela bancada patronal e os rumos da Campanha Salarial.

Já no caso dos aeronautas, foi realizada assembleia com a categoria na última sexta-feira (8) e foi definida a contraproposta de 12% de reajuste em todos os salários e 15% de reajuste em outros itens econômicos.

Próxima negociação

A próxima rodada de negociação entre a FENTAC e o SNETA está agendada para o dia 25 de janeiro, segunda-feira, na sede do Sindicato Nacional dos Aeronautas, no Rio de Janeiro.