SNA convoca categoria à segunda assembleia nos heliportos

Sindicato Nacional dos Aeroviários vai debater proposta apresentada pelo SNETA durante 3ª rodada de negociação da Campanha Salarial Táxi Aéreo 2019

223
Terceira rodada de negociação da Campanha Salarial Táxi Aéreo 2019 foi realizada na sede do SNETA

Direção do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) convoca profissionais à assembleias itinerantes nos heliportos de suas bases em todo o Brasil, nos dias 25 e 26 de novembro, nesta Campanha Salarial de Táxi Aéreo 2019. O objetivo é debater proposta de atualização da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) apresentada pelas empresas, durante a última rodada de negociação da Campanha Salarial.

Durante encontro realizado na sede do SNETA (Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo), no Rio de Janeiro, em 13 de novembro, as companhias apresentaram as seguintes pautas:

  • Reajuste de 2% nos salários;
  • 5% de reajuste nos pisos;
  • 5% de reajuste no vale refeição e aumento correspondente ao INPC (Índice Nacional de Preço do Consumidor) para quem recebe o teto;
  • Reajuste de acordo com INPC nos seguros, diárias e transporte;
  • Criação de comissão para apuração de denúncias nos casos de assédio moral, sexual, homofobia e discriminação racial;
  • Folga abonada para aeroviários (as) atletas, em data de competição;
  • Garantia de emprego aos profissionais da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes);
  • Disponibilização de transporte para profissionais que não tiverem acesso a transporte público nos turnos da madrugada;
  • Aviso prévio com 45 dias de antecedência em casos de transferências permanentes;
  • Validação de atestado liberado por médicos do Sindicato.

Importância do INPC para aeroviários

Apesar dos avanços nesta último rodada, Luiz Pará, presidente do SNA, alertou as empresas sobre três importantes pontos: a reivindicação da categoria de garantia à folga agrupada, aumento de representantes sindicais nas bases e reajuste salarial de acordo com o estabelecido pelo INPC do período, calculado aproximadamente em 3%, mais 2% de ganho real.

Esta última reivindicação foi corroborada pelo economista do DIEESE (Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicos) responsável pela assessoria dos sindicatos da FENTAC (Federação Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil), Paulo Jager.

“O setor de táxi aéreo estabelece tendência de reajuste abaixo da inflação. De 2014 para cá, a falta de reposição plena nos salários já resulta em acúmulo de perda em 15% no potencial de compra da categoria”, explica o economista.

Reivindicação do SNETA

O SNETA também reivindica o parcelamento das férias em três períodos distintos, de acordo com o estabelecido na legislação após Reforma Trabalhista. O SNA vai consultar a categoria em assembleias e levar a resposta dos trabalhadores na próxima rodada de negociação, agendada para 27 de novembro.

Nesta última rodada, todos os Sindicatos de aeroviários filiados à FENTAC foram representados por Luiz Pará, presidente do SNA, que contou com a assessoria do economista do DIEESE Paulo Jager.

Repost: SNA