Aeroviárias parabenizam "Tenda da Mulher do Sindigru"

    Dirigentes distribuíram para cerca de duas mil trabalhadoras na Latam, Gol, Azul e Avianca a 2ª Edição da Cartilha da Mulher na Aviação

    779

    A Tenda da Mulher do Sindigru – que  marcou a celebração do Dia Internacional de Luta das Mulheres — foi muito bem recebida pelas trabalhadoras aeroviárias na quarta-feira (8), no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport).

    Durante todo o dia, quem passava pela Subsede do Sindicato no Aeroporto recebia dicas e cuidados com a pele, maquiagem e ficava por dentro de seus direitos.

    Dirigentes distribuíram para cerca de duas mil aeroviárias na Latam, Gol, Azul e Avianca a 2ª Edição da Cartilha da Mulher na Aviação", elaborada pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC).

    A Cartilha traz também informações de interesse para as mulheres, como o combate à violência doméstica, a conscientização sobre câncer de mama, parto humanizado e também a defesa dos direitos das mulheres LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). 

    Reforma da Previdência
    A publicação também faz um alerta à proposta da Reforma da Previdência (PEC 287/2016), apresentada pelo governo Temer que, se for aprovada no Congresso, inviabilizará o direito  à aposentadoria, prejudicando todos os trabalhadores e, principalmente, as mulheres. 

    Aeroviárias recebem prêmios 
    Durante a atividade na Tenda da Mulher, as aeroviárias preencheram uma ficha para concorrer a um sorteio de uma linda cesta com produtos de beleza. (foto) As vencedoras foram: Andreia Falcirolli (Avianca), Maria Aparecida Silva (Latam) e Aline Nunes de Santana (Latam).

    O Sindicato também destacou outra importante bandeira de luta para as mulheres na aviação: o direito a um auxílio maquiagem. Essa reivindicação tem sido permanente nas mesas de negociação da Campanha Salarial da FENTAC com as empresas aéreas.

    Por exigência das companhias, as aeroviárias trabalham maquiadas, com o cabelo preso, seguindo o padrão de cada empresa. Segundo o Sindigru, elas gastam em média por mês 10% de seu salário com maquiagem, sendo que as empresas deveriam fornecer, já que fazem essa cobrança.

    Na Campanha Salarial deste ano, a reivindicação voltará às mesas de negociação e o Sindigru espera que as empresas se sensibilizem com essa luta das trabalhadoras.