FENTAC/CUT pede por prioridade na vacinação de trabalhadores da aviação

Em ofício enviado ao atual Ministro da Saúde, Federação pede vacinação imediata dos trabalhadores da aviação civil

259

Prioridade na vacinação de aeroviários, aeronautas e aeroportuários. Isto é que pede a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC/CUT) em ofício que foi enviado ao atual Ministro da Saúde na última sexta-feira (29).

Para a Federação que representa mais de 100 mil trabalhadores de todo o país o principal argumento para esta priorização recai sob a rotina da aviação civil.

Como consta no documento enviado, a FENTAC/CUT considera “importante ressaltar que se trata de uma categoria de trabalhadores/as em que o ofício exige que tenham que trabalhar 24 horas por dia, 07 dias por semana, durante todo o ano […]”. A entidade ainda complementa classificando este trabalho como linha de frente da pandemia, e explica.

Garantir o transporte de passageiros, o abastecimento de mercadorias, assim como da vacina contra a covid-19, demonstra, conforme colocado pela Federação, “a grande importância da atividade como geradora de empregos e rendas […]”.

Segundo a FENTAC/CUT, o ofício foi enviado para viabilizar que os trabalhadores da aviação continuem fazendo o seu trabalho, mas com melhores condições de saúde e segurança. Ainda para a diretoria da Federação, esta vacinação trataria para aeroviários, aeronautas e aeroportuários um alivio na atual condição de estresse físico e mental na qual se encontram essas categorias.

“Esperamos que o Ministro se sensibilize com a situação desses trabalhadores que estão tocando a nossa aviação mesmo em um período extremamente difícil”, afirma a direção da Federação, que complementa, “e esperamos também um retorno para o nosso apelo.”

Até o fechamento desta matéria, não houve resposta por parte do Ministro da Saúde, Marcelo Antônio Cartaxo Queiroga Lopes.

Confira abaixo o documento na íntegra ou faço o download clicando aqui.