Pernambuco: FENTAC participa do 3º Congresso Nacional dos Aeroportuários

O presidente da Federação, Sergio Dias, esteve na atividade que termina na sexta (31)

796

O presidente da FENTAC/CUT, Sergio Dias, participou do 3º Congresso Nacional dos Aeroportuários. O encontro, que teve início no domingo (26), acontece em Tamandaré (PE) e termina na sexta-feira (31).

A atividade é promovida pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) e reúne dirigentes sindicais da entidade de todos os cantos do país. O objetivo do encontro é traçar os rumos da atuação sindical em defesa dos direitos da categoria.  

No Congresso, estão sendo realizados debates sobre o cenário da aviação e do setor aeroportuário no país e no mundo, a conjuntura política no Brasil e América Latina, os prejuízos para a classe trabalhadora que poderão ser causados se aprovadas as reformas trabalhista e da Previdência Social propostas pelo governo Temer, e os desafios com a aprovação do PL da terceirização da atividade fim.

Em sua participação, Sergio falou sobre o atual momento adverso ao trabalhador e do cenário internacional  e frisou que o antídoto a tudo é a unidade dos trabalhadores como forma de garantir conquistas e avançar na luta.           

Terceirização

Durante a atividade, o presidente do Sindicato, Francisco Lemos, lembrou que o Projeto de Lei da Terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados, da época do governo FHC, de 1998, é muito mais carregado de aspectos negativos em relação aos direitos dos trabalhadores que o PL que está em discussão no Senado.

O dirigente destacou que Cuba segue resistindo às mazelas do capitalismo, e que precisamos, como trabalhadores, erguer a cabeça e retomar a luta. Afirmou  que é preciso que o trabalhador brasileiro entenda que ele não é um colaborador, ou empreendedor, como tentam convencer as empresas, pois isso é uma ilusão que fragiliza as pessoas, não é a realidade. O sindicalista ressaltou também que é importante divergir, mas sem jamais perder a unidade.

Concessão dos aeroportos, data-base e interesses da categoria 

Segundo o Sina, também serão debatidas as recentes concessões de aeroportos da Rede Infraero, o futuro dos aeroportuários na Infraero e nas concessionárias, segurança e saúde no trabalho, a situação da navegação aérea, a tramitação do projeto de lei que visa regulamentar a profissão de aeroportuário, assim como as negociações coletivas da data-base 2017 e a mobilização dos trabalhadores.