Guarulhos: Aeroportuários entram na Justiça por adicional de periculosidade

Segundo o Sina, desde que assumiu o terminal, a GRU Airport não paga o beneficio

534

O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) ingressou na Justiça com ação trabalhista contra a GRU Airport, concessionária do aeroporto de Guarulhos, pedindo o pagamento do adicional de periculosidade e/ou insalubridade para todos os trabalhadores do terminal.

 “A medida se fez necessária pois a concessionária, desde que assumiu a administração do Aeroporto, deixou de pagar o adicional para vários trabalhadores expostos diariamente a agentes periculosos e/ou insalúbres”, explica o diretor jurídico do Sina, Marcelo Tavares.

De acordo com o Sindicato, ao longo dos últimos três anos, tentou garantir o adicional aos aeroportuários através do diálogo com a GRU Airport, solicitando inspeção em diversas áreas. A iniciativa, no entanto, não evoluiu num acordopara garantir o direito aos trabalhadores/as.

Segundo o Sindicato, a ação pode gerar impacto, e os trabalhadores devem estar atentos: em caso de pressão, assédio moral, ameaças relacionadas ao adicional de periculosidade e/ou insalubridade, ou à situação financeira da concessionária, o Sina informa que os trabalhadores devem denunciar.