Juazeiro do Norte: Aeroviária é eleita delegada sindical

Geovana Rodrigues Lima é APAC e atua no setor aéreo há três anos

321

“Resolvi me tornar dirigente sindical para lutar com mais empenho pelos direitos da categoria”. A declaração foi dada por Geovana Rodrigues Lima, APAC (Agente Nacional de Proteção da Aviação Civil) da Ares Brasil. A aeroviária atua na base de Juazeiro do Norte, no Ceará, e integra o setor aéreo há três anos. A eleição que oficializou Geovana como representante sindical do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) ocorreu no dia 27 de fevereiro. 

A profissional da aviação civil inicia seu trabalho cheia de expectativas em relação as melhorias das condições no ambiente de trabalho. “Espero poder lutar como sempre fiz aqui, só que agora com o apoio do Sindicato. Espero ajudar meus colegas no que for possível e ter a orientação do SNA sempre que necessário”. 

Segundo ela, os aeroviários e aeroviárias locais ainda não eram sindicalizados por medo de retaliação por parte das empresas. Mas a visita do diretor do SNA Humberto Martins mudou essa concepção. O trabalho realizado por ele faz parte da política de revitalização das bases do Sindicato, implementada pelo atual presidente da entidade, Luiz da Rocha Cardoso Pará, assim que tomou posse, em julho de 2013. 

Mas nem todos se libertaram do receio que sentiram. Por isso a nova delegada sindical pede que trabalhadores e trabalhadoras deixem o medo de lado e prestem apoio àqueles que vão à luta de fato. “Coragem é preciso para conseguir o que se deseja e o que é seu por direito. É um grande prazer representar os colegas e uma enorme responsabilidade estar à frente de algo tão importante para todos. Desempenharei esse trabalho sem medo, com enorme empenho e dedicação”, garante Geovana.

Aumenta o número de representantes mulheres na entidade

A direção do SNA não festeja apenas o fato de Juazeiro do Norte ter a representação da entidade reforçada com a eleição de uma nova delegada. Dirigentes sindicais também se orgulham pelo fato dessa representante ser mulher. A entidade tem como atual política ampliar a participação feminina em suas atividades, promovendo a paridade em sua organização sindical. No início do mandato de Luiz Pará, em julho de 2013, o Sindicato contava com apenas três representantes mulheres. Hoje, junto com Geovana, esse número passa para 16. A direção do SNA convida todas as companheiras à luta, para que assim como a nova delegada sindical, possam garantir a manutenção dos direitos da categoria.   

Da Assessoria do Sindicato Nacional dos Aeroviários