Porto Alegre: Aeroviário na TAP ME cai de doca e fratura costela

Trabalhador estava trabalhando sozinho e acidentou-se enquanto os colegas faziam o intervalo da janta

379

O aeroviário na TAP ME, Marcos, do setor de Pintura, caiu na doca, de uma altura de 1,5 metros, e fraturou uma costela na segunda (15). O aeroviário estava trabalhando sozinho e acidentou-se enquanto os colegas faziam o intervalo da janta. A informação é do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre.

 

O Sindicato alerta que ninguém pode trabalhar sozinho, principalmente à noite, e questiona a atuação da gerência no setor.

 

Segundo a entidade, os acidentes na TAP ME vem aumentando. Em 2009, o Sindicato se reuniu diversas vezes com a direção da empresa para debater melhorias nas condições de saúde e segurança do Trabalho. “Foram feitas avaliações dos setores e enumeradas uma série de providências que seriam necessárias. De lá para cá, no entanto, quase nada foi feito. Diante disso, o Sindicato entrou com ações por adicional de periculosidade. Agora, a TAP ME reclama do excesso de ações”, destaca a direção.

 

Redação FENTAC com Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre