Plano de carreira da Azul não teve participação do Sindicato dos Aeronautas

SNA já encaminhou denúncia ao MPT e à ANAC

436

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) divulgou nota em seu site esclarecendo que o plano de carreira de pilotos apresentado pela Azul não teve sua participação. “Tampouco foram levadas em consideração as informações e sugestões colhidas em diversas reuniões entre o SNA e os aeronautas”, destaca a direção.

Diante disto, o SNA fará denúncia ao Ministério Público do Trabalho e à  Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), com base em diversas denúncias sobre o assunto, para tentar uma garantia jurídica de cumprimento de um plano de carreira justo e a correção de desvios do plano anterior, no qual muitos pilotos estavam sendo prejudicados.

Pepa

O SNA também irá encaminhar ao MPT e à Anac denúncias de aeronautas que alegam discriminação no julgamento de pilotos no Pepa (Programa de Estudo Personalizado da Azul), que consiste em um sistema de treinamento adicional em que pilotos que não obtêm grau satisfatório em treinamento são submetidos a testes de proficiência técnica.

Apesar de o Pepa ter como finalidade a manutenção e o aprimoramento de um rigoroso padrão de segurança operacional, segundo as denúncias recebidas, sua aplicação tem sido arbitrária e tem havido caráter discriminatório.

Regulamentação

Diante de dezenas de denúncias de irregularidades no cumprimento da regulamentação, entre elas, sobreaviso, reserva e limite de jornada de trabalho, o SNA informa aos aeronautas da empresa que vai concentrar esforços em todas essas questões através do MPT e da Anac para a correção dos problemas.

O sindicato fica à disposição de todos para qualquer denúncia ou necessidade de auxílio específico.

Do SNA