Porto Alegre: Aeroviários se reúnem com TAP ME para discutir assuntos da categoria

O encontro discutiu vários temas, incluindo privatização da TAP, campanha salarial , PPR e plano de saúde

389

Dirigentes do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre  se reuniram  com o diretor-presidente da TAP ME Brasil, Nestor Koch e representantes da empresa para saber como está a situação da empresa diante do processo de privatização da TAP Portugal e esclarecer as condições do novo plano de saúde dos trabalhadores. O encontro aconteceu na terça-feira (3).

O Sindicato informou que os representantes disseram que a assinatura de compra definitiva da companhia pelo consórcio Atlantic Gateway, liderado pelo empresário português Humberto Pedrosa e por David Neeleman (dono da Azul), está prevista para ocorrer em até duas semanas.

Por enquanto, a relação da TAP ME com a Azul continua sendo de prestadora de serviço e cliente, com a cobrança usual pelos serviços de manutenção.

Pagamentos

Segundo o Sindicato, os representantes da TAP ME disseram que a expectativa é de que todos os compromissos trabalhistas (salários, benefícios, férias, 13º salário etc.) sejam cumpridos dentro da normalidade até o final do ano.

PPR

Em relação ao Plano de Participação nos Resultados (PPR), a direção da TAP ME disse que o mau desempenho da empresa no primeiro trimestre de 2015 deve impedir o repasse de lucros no ano que vem. A decisão final, todavia, somente será tomada após a apuração do balanço de 2015, prevista para ocorrer em janeiro.

Reajuste

A empresa disse que irá cumprir o que for acordado entre o nosso Sindicato e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA), a partir da assinatura da nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). As negociações estão em curso.

Petros

A TAP ME disse que está recebendo todas as informações sobre o fundo de pensão dos aeroviários. Todavia, a direção da empresa se preocupa muito com as notícias veiculadas na imprensa, sobre o déficit na Petros, e sente dificuldades para realizar a fiscalização do plano.

Assédio moral

O Sindicato denunciou à empresa que ainda há supervisores que atuam de forma ofensiva, agindo com estupidez, grosseria, arrogância no trato com os trabalhadores, destacando que essas posturas configuram assédio moral. A empresa comprometeu-se a tomar providências.

Plano de saúde

A TAP ME já assinou o novo contrato do plano de saúde complementar com a Central Nacional Unimed (CNU). Na avaliação do Sindicato, as condições contratuais foram favoráveis para os trabalhadores, melhorando a isenção com a ampliação da faixa salarial e garantindo os mesmos serviços e demais condições.

"O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre teve uma atuação muito firme junto à empresa, buscando o diálogo constante e cobrando transparência da TAP ME, a fim de atender aos anseios da categoria de manter a operadora. A pressão e a luta diária do Sindicato, somada à cobrança feita pelos trabalhadores, resultou nesse novo contrato, que representa uma vitória muito importante para a entidade e os aeroviários que atuam na empresa", destaca a direção do Sindicato.