SINA se reúne com Infraero para discutir adicional de periculosidade dos aeroportuários nos TECAS

Circular emitida pela estatal previa redução da abrangência do pagamento

364

A direção do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA) se reuniu com representantes da Infraero para discutir o memorando circular (2681/DC/DCLC/2015) que propõe reduzir a abrangência do pagamento do adicional de periculosidade aos aeroportuários que atuam nos Terminais de Carga (Tecas).

Participaram da reunião o diretor comercial da Infraero André Marques, o secretário-geral do Sindicato, Célio Barros, e o secretário de Formação, Francisco Barros. 

Na reunião, os dirigentes do SINA rechaçaram o memorando, salientando que a empresa não pode cortar despesas a partir da negação dos direitos trabalhistas conquistados pelos funcionários.

O diretor comercial afirmou que o direito dos trabalhadores será garantido e que nenhuma medida sobre o tema será tomada sem que haja discussão prévia com o Sindicato.

“O Sina defende que a Infraero dê atenção aos pontos de estrangulamento que podem estar encarecendo o custo de produção nos terminais e quer discutir o assunto com a diretoria da estatal, sem jamais abrir mão dos direitos trabalhistas, que precisam ser cumpridos e mantidos”, destacou a entidade em seu site.

Redação FENTAC com SINA