Sindicato se reúne com Latam para avaliar atualização CCT

260

Companhia deseja fazer as negociações da Campanha Salarial dos Aeroviários de 2019 em separado do SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aéreas).

 

Direção do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) e demais entidades filiadas à FENTAC (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil) se reúne com a Latam para avaliar possibilidade de atualização da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) durante a Campanha Salarial 2019. O encontro foi realizado em São Paulo, no dia 17 de outubro.

O SNA foi representado por Patrícia Gomes, Luiz Pará e Ricardo Gentil, respectivamente coordenadora da região sul, presidente e assessor jurídico do Sindicato. Já a Latam apresentou seu consultor de relação trabalhistas, Roberto Baccaro, acompanhado do corpo jurídico da empresa.

Neste primeiro encontro a companhia aérea pontuou cada um dos itens das cláusulas sociais inclusos na pauta de reivindicação da atualização da CCT e informou quais deles aceita discutir. Já as cláusulas econômicas serão abordadas na próxima reunião, agendada para 5 de novembro.

Negociação em separado

A Latam solicitou que, a partir deste ano, as negociações com a empresa durante as Campanhas Salariais sejam feitas em encontros separados do SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aéreas). Neste primeiro momento, os Sindicatos apenas conversaram sobre a possibilidade, que ainda precisaria ser aprovada pelos trabalhadores e trabalhadoras da empresa em assembleia.

Principais reivindicações da categoria:

  • Reajuste salarial: INPC (Índice Nacional de Preço do Consumidor) do período, mais 2% de ganho real;
  • Aumento de 6% nas demais cláusulas econômicas;
  • Mudança na redação da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) no item de horas extras, com a retirada de ambiguidade no texto que fala sobre compensação;
  • Inclusão de responsabilização da empresa por itens obrigatórios da apresentação pessoal, como é o caso do kit maquiagem. A exigência da companhia faz parte do uniforme e Sindicatos acreditam que empregadores devem arcar com esse custo;
  • Folga agrupada mensal;
  • Acomodação individual para cursos oferecidos pela empresa;
  • Esclarecimento do sentido de força maior na mudança de escalas;
  • Aumento do número de dirigentes nas nossas bases do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Saiba mais sobre a Campanha Salarial 2019 em nossos artigos:
Sindicatos se reúnem com empresas aéreas na primeira rodada de negociação
Sindicato participa de primeira rodada de negociação com SNETA

 

RePost: SNA