FENTAC repudia demissão em massa de Call-Center na LATAM-Argentina

Entidade manifesta também solidariedade aos trabalhadores e pede à companhia que reveja medida

816

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) tomou conhecimento nesta segunda-feira (22) do lamentável comunicado da Gerência de Relações do Trabalho da LATAM-Argentina, localizada em Costa Salguero, que demitirá, no dia 29 de maio, todos os trabalhadores no Call-Center (check-in) no Aeroparque (Aeroporto Regional Jorge Newbery) de Buenos Aires.

A FENTAC repudia essa postura arbitrária e desumana da companhia aérea que sequer consultou as entidades representativas dos trabalhadores, informando o desligamento de  40 profissionais, que são mães e pais de família,e dependem de seus empregos para sua sobrevivência.

Em solidariedade aos trabalhadores na LATAM-Argentina, dirigentes da Union del Personal Superior y Profesional de Empresas Aerocomerciales (UPSA) e da Associacíon del Personal Aeronáutico enviaram notas de repúdio e também realizaram assembleias no Aeroporto de Buenos Aires, que paralisaram alguns voos. 

As entidades também divulgaram a hastag #NingúntrabajadoraeronáuticoDespedido e um documento conjunto, intitulado “Grêmios Aeronáuticos Argentinos: Segurança Aérea e Política AeroComercial”, no qual alertam que essa onda de demissões, que iniciou no Call-Center, aumentará a precarização nas relações de trabalho e, o mais agravante, colocará em risco as operações e a segurança de voo dos passageiros que viajam pela LATAM. 

Diálogo
No documento, as organizações também cobram do  Ministério dos Transportes e da Agência Nacional da Aviação Civil argentina  que qualquer mudança na legislação da aviação civil as entidades representativas dos trabalhadores devem ser consultadas. 

“A política aerocomercial de uma nação é relevante para o seu desenvolvimento e deve assegurar a segurança de voo de seus passageiros e trabalhadores da aviação e, portanto, é necessário que seja  amplamente debatida por todos setores envolvidos”, destaca o documento.

Solidariedade
A FENTAC, mais uma vez, se solidariza e apoia os trabalhadores argentinos na LATAM e pede à companhia aérea que priorize o caminho do diálogo, preservando os empregos destes 40 profissionais, que são mães e pais de família.

""
Assembleia dos trabalhadores argentino na aviação para Aeroporto de Buenos Aires – foto: UPSA

""

Gremios Aeronáuticos Argentinos Seguridad Aérea – Política AeroComercial