Aeroportuários participam da Comissão do Senado sobre o Código Brasileiro da Aeronáutica

A comissão tem prazo até o final do ano para elaborar um anteprojeto que atualize o CBA

329

Os representantes dos trabalhadores na comissão paritária da Navegação Aérea conquistaram a participação dos aeroportuários na comissão do Senado que analisa a reforma do Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA).

A convite do coordenador da comissão paritária e diretor do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Rangel Alves, o presidente da comissão de reforma do CBA no Senado, Georges de Moura Ferreira, participou de reunião da comissão de Navegação Aérea, em 29 de julho. Após essa reunião, Ferreira convidou a comissão paritária para participar das discussões no Senado.

“Participar da comissão do Senado é uma conquista muito importante, pois o novo código de aeronáutica terá reflexos não só para os aeroportuários, mas para todos os trabalhadores da aviação, e o Sindicato, com o acúmulo das discussões na comissão paritária tem muito a contribuir”, ressalta o dirigente sindical.

Na última segunda-feira (3), a comissão no Senado retomou os trabalhos, apresentando um relatório sobre a organização da Aviação Civil. A reunião contou com a participação de dois representantes do Sina ligados à navegação aérea – Rangel Alves e Nilson Lorentz Leal – além do representante da Infraero Clóvis Keizo.

A comissão do Senado tem prazo até o final do ano para elaborar um anteprojeto que atualize o CBA, dividido em três grandes áreas: navegação aérea, organização da aviação civil e transporte aéreo.

Comissão paritária

A comissão paritária da navegação aérea é uma conquista do Sina na campanha salarial 2013/14 junto à Infraero. Ela reúne representantes dos trabalhadores e da estatal em busca de soluções específicas para a navegação aérea. Este ano, durante a data-base, o Sina garantiu nas negociações a manutenção dos trabalhos da comissão. (Com informações da Agência Senado)

Do Sina