Brasília: Processo de registro de Sindicato dos Aeroviários pelego é suspenso

A categoria é representada pelo Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA/CUT)

503

Vitória para os aeroviários e aeroviárias de Brasília. O processo de registro sindical do Sindaero/DF (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Aeroviários de Brasília) foi suspenso após decisão judicial, conforme publicação no Diário Oficial da União, nº 142 | Seção 1 | Página 114.

A direção do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA/CUT) não esperava menos da justiça. Esse projeto de sindicato estadual já havia dado demonstrações de que seus reais interesses passavam longe da defesa das necessidades da categoria.

Histórico

A criação do Sindaero-DF já havia sido cancelada pela justiça. A sentença proferida pela juíza da 6ª Vara do Trabalho, Adriana Zveiter, no dia 25 de setembro de 2014, anulou a assembleia de tentativa de sua criação, realizada dias antes. Segundo a juíza do TRT (Tribunal Regional do Trabalho), houve “indícios de crime de falsidade ideológica” no que ela considerou ser a “simulação de uma assembleia”.

Inconformados, os representantes da organização tentaram realizar nova assembleia, dessa vez de ratificação, no dia 30 de junho desse ano. Mas o processo foi marcado por fraude e violência, conforme já noticiado pelos canais de comunicação do SNA. Aeroviários e aeroviárias foram impedidos de entrar no local, apenas participou da votação as pessoas indicadas pelos organizadores da assembleia. Já APACs (Agentes de Proteção da Aviação Civil) foram discriminados, sob a alegação de que não faziam parte da categoria. Ou seja, apoiadores do Sindaero-DF tentaram consertar o erro de uma assembleia fraudulenta com outra fraude.  

O SNA luta desde julho de 2012 contra a criação desse sindicato, que antes mesmo de sua fundação apresentou conduta questionável. Hoje, a direção do Nacional comemora mais essa vitória e espera que pessoas que dizem apoiar os trabalhadores aceitem que o SNA é o legítimo representante da categoria.   

Do SNA