Campanha Salarial FENTAC: "É hora dos trabalhadores reagirem contra essa exploração patronal que atinge o Brasil e a América Latina”, alerta Sergio Dias

Aeroviários e Aeronautas fizeram Ato no GRU Airport, no dia 21. Slogan "Profissional Fadigado, Seu Voo Ameaçado" alerta que a segurança de voo está em risco

359

Com o mote “Profissional Fadigado, Seu Voo Ameaçado” dirigentes aeroviários e aeronautas de várias regiões do País realizaram Ato da Campanha Salarial da FENTAC 2016 no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport), que  percorreu todos os guichês das empresas aéreas.

Para chamar atenção dos passageiros, atores com maquiagem de caveira, da companhia de teatro Tacti, fizeram esquete que mostrou a rotina exaustiva dos trabalhadores na aviação, como a dos agentes de rampa/bagagem que sofrem com o excesso de trabalho e com o baixo salário, as demissões e a precarização que atingem o trabalho dos agentes de check-in e as escalas exaustivas dos tripulantes. Outro grave problema denunciado é a política severa de redução de custos das empresas que querem acabar com a profissão de mecânico de aeronave, colocando no lugar  profissionais sem qualificação necessária para a função.

“A exploração das empresas aéreas está cada vez maior é apenas o lucro pelo lucro. Elas não levam em consideração escalas, turnos e condições de trabalho. Nessa Campanha, fizemos um Quiz para que os passageiros saibam a realidade de trabalho dos aeronautas e aeroviários brasileiros e o quanto essa política das aéreas colocam em risco a segurança de voo. É hora de todos nós trabalhadores reagirmos contra essa exploração patronal que atinge o Brasil e a América Latina”, frisa o presidente da FENTAC, Sergio Dias. 

""
Passageiros leem o QUIZ da Aviação da FENTAC/CUT  – foto: Valdir Lopez/Mídia Consulte 

Crime contra a segurança de voo 
Dirigentes dos aeroviários de Campinas, Guarulhos, Recife, Porto Alegre e do Sindicato Nacional dos Aeroviários defenderam a importância da profissão do mecânico de aeronave, os anjos da aviação, que é essencial à segurança de voo.

“As empresas querem tirar os mecânicos, isso é um crime contra a segurança de voo. As empresas estão demitindo profissionais com 10, 20 anos de carreira para contratar pessoas que nem são da aérea. Elas estão apenas preocupadas com o lucro e a segurança está sendo colocada de lado, o que gera risco para os passageiros e trabalhadores”, disse Osvaldo Rodrigues, dirigente do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre.
O Secretário Geral da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) da América Latina e Caribe, Alfredo Antonio Rodrigues Fritz, prestigiou o Ato e falou que precarização no trabalho na aviação atinge diversos países.

“A ITF representa 400 mil aeronautas e aeroviários filiados e todos esses trabalhadores estão exigindo mais segurança. Isso nos preocupa muito, pois não afeta somente o Brasil. Vamos todos juntos lutar por uma aviação civil segura, eficiente e com condições trabalhistas justas”, salienta. 

O presidente do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), Rodrigo Maciel,  chamou atenção sobre a luta na Campanha Salarial pela manutenção do emprego e contra as demissões. “Temos que lutar juntos pela atualização dos direitos nas nossas Convenções”, reforça. 

Sem luta, não há vitória
Luiz Pará, presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários, disse que os aeroviários e aeronautas vão lutar intensamente para recompor as perdas salariais e por aumento real nos salários. 
“Estamos pedindo o INPC e mais 5%, o justo pela nossa produtividade. Se até 1º de dezembro as empresas não fecharem um proposta, nós vamos convocar todos os trabalhadores e vamos parar todos os aeroportos do Brasil. Sem luta, não há vitória”, frisa Luiz Pará, presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários. 

Mês da Data-base 1º de dezembro deve ser respeitado 
A expectativa da FENTAC e dos Sindicatos dos Aeronautas e Aeroviários é que a Campanha seja encerrada ainda este ano.  “Nossa pauta foi entregue semana passada e queremos que as empresas aéreas agilizem  as negociações”, pontua Celso Klafke, diretor da FENTAC e dirigente do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre. 

Estão em Campanha Salarial cerca de 70 mil aeronautas e aeroviários.

#vooseguro