Comissão Paritária: FENTAC apresenta propostas para o SNEA na quarta (11)

Na ocasião, serão expostas as justificativas sobre as cláusulas escala 5X1, Passe-Livre e Período Oposto

351

A FENTAC/CUT e os Sindicatos dos Aeronautas e Aeroviários se reunirão na próxima quarta-feira (11) com representantes do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA)  para dar continuidade as discussões da Comissão Paritária, proposta pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), na última Campanha Salarial. O encontro acontece na sede do Sindicato patronal, em São Paulo.

Na última reunião, realizada no dia 26 de abril, ficou definido que a Federação fará uma apresentação ao SNEA sobre as justificativas referentes as cláusulas escala 5X1, Passe-Livre e Período Oposto. No próximo encontro, previsto para o dia 31 de maio, o Sindicato patronal fará uma contraproposta.

Direitos sociais

No caso dos aeroviários serão debatidas as folgas 5X1 para todos que trabalham em escala de revezamento. A reivindicação é incluir na CCT uma cláusula na qual as empresas concedam a folga agrupada todo mês. Hoje, acontece em meses alternados.

“Lutamos para que o trabalhador consiga pelo menos recompor a sua capacidade física ao ter sua folga social, hoje ele não consegue isso. Essa medida também contribuirá para a melhor operacionalidade do trabalhador ter condição de prestar um serviço adequado, com saúde e exercer a produtividade almejada por todos”, explica o presidente do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), Rodrigo Maciel.

O dirigente explica que as empresas internacionais têm  procurado o Sindicato para fazer uma prática melhor de folga. “Algumas trabalham até com escala cinco por dois e também com a folga dobradinha e a fim de semana mensal. Na base do SNEA, vimos que essas empresas representam 60% do quadro associativo do setor industrial da aviação. Precisamos assegurar um trabalho digno,  justo e, acima de tudo, com saúde. A folga regularmente recomporá a próxima jornada”, fundamenta Maciel.

Passe-Livre e Período Oposto

Já os aeronautas vão debater na Comissão Paritária o Passe-Livre,  a ideia é aumentar o limite de embarque por aeronave – que hoje é cinco para sete lugares no voo e negociar com as empresas um sistema automático de concessão desse direito. “Com a informatização eventuais problemas serão sanados”, relata o diretor do Sindicato Nacional dos Aeronautas, o comandante, Rodrigo Spader.

Outra reivindicação dos aeronautas é sobre a cláusula que trata do  período oposto, que diz respeito às folgas dos tripulantes. Hoje, as empresas concedem três folgas consecutivas, dentro do limite mínimo de nove folgas mensais aos aeronautas que retornaram do período de férias, após seis meses, mediante solicitação.

Os aeronautas proporão o aumento destas folgas de três para dez dias consecutivos. "Essa alteração na cláusula não terá custo para a empresa e também proporcionará depois de seis meses das férias que o aeronauta consiga efetivamente dar mais uma descansada, porque a atividade exige muito", conta.

Spader defende que essas solicitações  são justas e reforça que tanto as empresas quanto os aeronautas vão colher os frutos.

Calendário das Comissões Paritárias
Datas: 11 e 31 de maio, às 15h, na sede do SNEA

Resultados das Comissões e reunião bimestral SNEA
Os resultados das Comissões deverão constar em um termo aditivo à CCT, com prazo até 30 de novembro de 2016. A próxima reunião bimestral entre a FENTAC, os sindicatos filiados dos aeronautas e aeroviários e o SNEA está agendada para o dia 29 de junho, às 15h, na sede da entidade patronal, em São Paulo.