Empresa auxiliar descumpre CCT dos aeroviários em todo o País

A Air Special não aplicou aos salários a reposição definida durante a última Campanha Salarial, entre outras irregularidades

352

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) notificou à Infraero as irregularidades cometidas pela Air Special, empresa de Serviços Auxiliares, em diferentes aeroportos do país.

Segundo o Sindicato, a empresa responsável pela contratação dos Agentes de Proteção da Aviação Civil (APACs) descumpre uma série de cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o que tem gerado um crescente  descontentamento  entre os trabalhadores.

De acordo com as denúncias feitas pelos trabalhadores ao Sindicato, a empresa tem descumprido às cláusulas de folgas agrupadas, compensação de domingos e feriados, cursos em horários extraordinários e comunicação prévia da escala e pagamento no início de férias. “Além dessas irregularidades, a Air Special dividiu o pagamento do 13º de 2015 em três parcelas, sendo a última creditada fora do prazo previsto por lei”, completa a direção do SNA.

Acordo Coletivo

O Sindicato ainda informa que a empresa ainda não aplicou aos salários a reposição definida durante a última Campanha Salarial. “O acordo foi assinado no dia 25 de fevereiro, mas até agora os APACs não tiveram seus salários reajustados. A Air Special alega que apenas vai implementar o aumento após a homologação, apesar de todas as outras empresas já praticarem os novos salários”, relata.

O SNA está tentando resolver a situação com a empresa na base do diálogo, mas não descarta a possibilidade de entrar com medidas judiciais.