Guarulhos: Pressão e luta do Sindigru garante melhorias no Plano de Saúde da TAM

Em reunião, companhia acabou com a discriminação por faixa salarial e ampliou rede credenciada

469

Finalmente, os cerca de 4.500 aeroviários e aeroviárias na TAM do Aeroporto Internacional de Guarulhos terão acesso a um plano de saúde digno.

Essa conquista foi graças ao Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru/CUT) que realizou protestos, reuniões com a empresa e até formalizou uma denúncia do convênio ao Ministério Público do Trabalho.

As reclamações dos trabalhadores iniciaram em outubro, quando a  companhia mudou os critérios de atendimento de acordo por faixa salarial, fato que gerava discriminação nos atendimentos.

A pressão do Sindigru deu resultado e trabalhadores na TAM saíram vitoriosos e terão a partir de 1º de fevereiro de 2016 uma mudança no convênio que passará de Smart 400 para Smart 500. Essa alteração ampliará a rede credenciada de 3.102 para 4.923.

A TAM se comprometeu com o Sindicato que a partir de 18 de janeiro de 2016 enviará as novas carteirinhas do plano de assistência médica.

Satisfatório

Na avaliação da Direção do Sindigru, essa mudança proporcionará uma situação mais confortável para os trabalhadores na TAM.

 “Estamos satisfeitos porque não terá mais discriminações, todos serão atendidos por uma ampla rede, principalmente, aqueles que não residem em Guarulhos”, comemora o Sindicato.