Táxi Aéreo: Renovação da CCT vai a dissídio no TST

Com isso, greve da categoria está suspensa

392

Após divulgação do movimento grevista dos aeronautas e aeroviários trabalhadores das empresas de Táxi Aéreo, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) acolheu o pedido de dissídio coletivo de greve. Com isso, a paralisação prevista para esta segunda (31) e as que estavam previstas para os próximos dias ficam suspensas até que haja uma definição na Justiça.

A FENTAC e o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) receberam uma notificação para audiência de conciliação e instrução já nesta terça-feira (1º), às 15h, na sede do TST, em Brasília.

O TST, representado por seu vice-presidente, ministro Ives Gandra Martins Filho, buscará a construção de um entendimento entre as partes, com a atuação do Poder Judiciário.

Se não houver esse entendimento, os termos de renovação da CCT da categoria serão decididos de acordo com o julgamento do ministro.

A FENTAC e o  SNA esperam que nesta audiência as empresas apresentem uma proposta que garanta direitos básicos, além da reposição inflacionária do período.

Redação FENTAC com Sindicato Nacional dos Aeronautas