Aeronautas e Aeroviários reprovam em assembleias contraproposta do SNEA

Nacional de Aeroviários está realizando assembleias itinerantes nos aeroportos e nas bases. Pernambuco deve realizar consulta esta semana

943

Os aeroviários de Porto Alegre, Pernambuco,  Guarulhos e o Nacional, filiados à FENTAC/CUT, reprovaram em assembleias realizadas nas bases e aeroportos a proposta de reajuste salarial do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) feita na  última rodada realizada no dia 22 de novembro. 

Os tripulantes também não aprovaram a contraproposta patronal.

A proposta reprovada das empresas previa um reajuste de 3% nos salários e benefícios, índice que está abaixo da previsão da inflação calculada pelo INPC da data-base (1º de dezembro) das categorias, que pode fechar acima de 4%. Na questão dos aeronautas, o  reajuste não seria aplicado nos valores das diárias – que se manteriam congeladas.

Para os dirigentes, essa proposta econômica é insuficiente e não repõe a inflação do período da data-base e desde a primeira negociação as empresas vêm “afunilando” as pautas dos trabalhadores.

Reivindicações e nova rodada com o SNEA

Os aeroviários e aeronautas reivindicam a reposição integral da inflação do período de 12 meses da data-base, 1º de dezembro (INPC-IBGE), acrescida de 2% a título de ganho real nos salários dos aeroviários, pilotos e comissários. 

A reivindicação dos aeroviários nos pisos, cesta-básica, vale-refeição, seguro entre outros é de 10%. As categorias também lutam pela melhoria nas cláusulas sociais pré-existentes e a necessidade da inclusão de novos direitos nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs), que melhorem as condições de trabalho, saúde e segurança dos trabalhadores. 

A negociação da Campanha Salarial da FENTAC com o SNEA continuará nesta quinta-feira (29), na capital paulista.