28 de Abril: Aeroviários e aeroportuários definem adesão à paralisação nacional de 24 horas nos aeroportos

Aeroviários de Porto Alegre e do Sindicato Nacional realizarão assembleias e consultas aos turnos

806

A adesão à Greve Geral contra as reformas da Previdência, Trabalhista e a Lei da Terceirização irrestrita – propostas pelo governo federal e pelo Congresso Nacional que destroem e retiram direitos – cresce nas bases da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC).

Nesta segunda-feira (24), os aeroviários no Aeroporto Internacional de Guarulhos (funcionários nas empresas aéreas que atuam no check-in, auxiliar de serviços gerais, mecânicos de pista, despachante de voo entre outros cargos) aprovaram em assembleias realizadas nos turnos que vão aderir à paralisação nacional de 24 horas. Os aeroviários de Pernambuco também aprovaram esse encaminhamento no Aeroporto Internacional Gilberto Freyre.

Em vídeo, o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) que representa os trabalhadores nas empresas que administram os Aeroportos (Infraero e Concessionárias privadas) também convoca a categoria a aderir ao movimento e orienta que cada aeroportuário converse com sua família para que fique em casa em protesto às "reformas", que na realidade são um verdadeiro desmonte aos direitos da classe trabalhadora brasileira.

"Especialmente na categoria aeroportuária, estão querendo tirar ainda mais. Sangue já tiraram. Suor já levaram. Agora, estão querendo tirar a alma do aeroportuário", frisa o vídeo gravado pelo presidente Francisco Lemos.
 

Assembleias 

Os aeroviários de Porto Alegre e o Sindicato Nacional de Aeroviários realizarão assembleias decisivas na quarta (26), que definirão as estratégias e participação no movimento grevista de sexta-feira.