Campanha Salarial: TST agenda reunião com FENTAC/CUT e SNEA no dia 17

Aeronautas e Aeroviários farão assembleias e consultas às bases nesta sexta-feira (5) para decidir sobre a retomada ou não da paralisação nacional

339

Em comunicado divulgado na noite de quarta-feira (3), o  vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra Martins Filho, agendou uma audiência de conciliação da Campanha Salarial entre a Federação Nacional dos Trabalhadores na Aviação Civil da CUT (FENTAC) e o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA), no dia 17 de fevereiro, às 9h, na sede do Tribunal, em Brasília.

A Federação representa os sindicatos dos aeroviários de Guarulhos, Campinas, Recife, Porto Alegre e os Sindicatos Nacional dos Aeronautas e  Aeroviários.  Na ocasião, o ministro discutirá com os trabalhadores e as empresas  sobre uma proposta de reajuste nos salários, benefícios e direitos sociais.

As categorias rejeitaram a proposta das empresas aéreas que previam pagamentos parcelados por faixas salariais, não retroativos à data-base, 1º de dezembro.  Além disso, esse formato trará prejuízos ao bolso dos trabalhadores, pois as perdas salariais oscilariam entre 53,16% e 96,22% de um salário mensal ao longo do período em que o reajuste é aplicado.

Valorização nos salários
Os trabalhadores na aviação civil reivindicam a aplicação do reajuste de 11% nos salários e benefícios retroativo à data-base  (que venceu em 1º de dezembro), que fará a recomposição das perdas inflacionárias.  "Esperamos que as empresas desta vez  reconheçam a importância de valorizar os salários dos aeronautas e aeroviários e também avancem na melhoria dos direitos sociais", diz Sergio Dias, presidente da FENTAC.

Assembleias e consultas às bases
Diante dessa audiência no TST, os sindicatos filiados anteciparam as assembleias, previstas para após o Carnaval, para essa sexta-feira (5). Os aeronautas  realizarão às 18h,  em caráter de urgência,  nas suas bases em São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Brasília e Porto Alegre. Já os sindicatos dos aeroviários farão consultas aos trabalhadores nos turnos nos aeroportos em todo o país.

As categorias avaliarão os desdobramentos do movimento grevista, realizado com sucesso e com expressiva  participação de tripulantes e aeroviários na quarta-feira (3), que parou por duas horas 12 aeroportos do Brasil, bem como decidirão sobre a retomada ou não da paralisação.

 

Locais das assembleias dos aeronautas:

Rio de Janeiro

Sede do SNA: Av. Franklin Roosevelt, 194 – 8º andar – Castelo/RJ; 

São Paulo

Hotel Blue Tree Premium Congonhas, localizado na Rua Henrique Fausto Lancelotti, nº 6.333, Campo Belo, São Paulo/SP;

Brasília

St. Paul Plaza Hotel localizado na SHS, Quadra 2, Bloco H, Brasília/DF;

Porto Alegre

Representação Sindical de Porto Alegre:  Rua Augusto Severo, 82 – Bairro São João/RS (Sindicato dos Aeroviários);

Campinas

Representação Sindical de Campinas: Rod. Santos Dumont, Km 66 – S/N – Centro Empresarial Viracopos 2º andar – Auditório 

Meta cumprida
A paralisação nacional dos aeroviários e aeronautas cumpriu integralmente e com folga a determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de manutenção de 80% dos serviços.

Perfil
A data-base das categorias venceu em 1º dezembro. Estão em Campanha Salarial na base da FENTAC/CUT cerca 70 mil trabalhadores na aviação civil regular: aeroviários (que trabalham em solo do aeroporto: agente de check-in/atendimento, auxiliar de serviços gerais, mecânicos de aeronaves, agente de proteção/bagagem, operador de equipamentos, entre outros) e aeronautas (que trabalham dentro da aeronave: comandantes – pilotos, co-pilotos – comissários e comissárias de voo, entre outros).