FENTAC e Sindigru repudiam perseguição e demissão de dirigentes do Sintaag/CUT e se somam à luta em defesa da organização sindical nas auxiliares

Esse é um ato arbitrário contra a livre organização dos trabalhadores, constituindo-se em crime repudiado por leis nacionais e internacionais

962

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) e o Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru/CUT) repudiam a perseguição  e demissão de dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Auxiliares de Guarulhos (Sintaag/CUT). 

Essa é uma manobra nefasta dos empresários das  empresas auxiliares para acabar com a organização dos trabalhadores.  A situação se agravou graças à “reforma” Trabalhista, que representa um ataque direto aos direitos dos trabalhadores.  

Esse é um ato arbitrário contra a livre organização dos trabalhadores, constituindo-se em crime repudiado por leis nacionais e internacionais. Além disso, houve um grave desrespeito às convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), como a 87, que diz respeito à Liberdade e Proteção ao Direito Sindical. A ação arbitrária do patronal também fere a Convenção 158 da OIT que proíbe a dispensa imotivada.

Diante disso, a FENTAC e o Sindigru  vão se somar à luta com o Sintaag e realizar protestos para acabar com a tentativa nefasta dos patrões de exterminar a atuação da organização sindical.

Direção  FENTAC e do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru)