Aerus: Projeto de Lei que libera pagamento de benefícios será votado em novembro

Porta-voz da FENTAC/CUT, Graziella Baggio, disse que o PLC não terá resistência para ser avaliado pelos parlamentares

509

Em razão da falta de quórum na sessão do Congresso Nacional, ocorrida no dia 6, o  Projeto de Lei  Complementar (PLC) 02/15 , que libera R$ 368,26 milhões do Orçamento da União ao Ministério da Previdência Social para cumprimento de sentença judicial, garantindo a volta do pagamento dos benefícios para  todos os participantes, aposentados e pensionistas do Aerus (Fundo de pensão dos ex-trabalhadores  das empresas Varig, Transbrasil, entre outras), não foi votado e a expectativa é que a votação aconteça em novembro.



A porta-voz da FENTAC/CUT, Graziella Baggio, disse que o Projeto não terá resistência  para ser votado porque foi aprovado por unanimidade pela Comissão Mista de Orçamento, que reúne deputados e senadores.



“Nosso PL é um projeto do próprio governo, que pede para utilizar uma verba que, contabilmente, sobrou no caixa da Previdência Social”, reforça.

Acompanhe aqui o PLC 02/15 no Senado