Chile: Trabalhadores na LAN Express na luta por melhores condições de trabalho

De acordo com o Sindilanex, a empresa assumiu uma postura rígida de não aceitar a opinião da categoria e da organização sindical

305

Nesta quarta-feira (25), às 18h, haverá uma assembleia com os companheiros chilenos da LAN Express, subsidiária da empresa aérea chilena LAN Airlines, no National Airport, no Chile, para avaliar a proposta de reajuste salarial da companhia.  

Na última assembleia realizada na quarta-feira (18), os trabalhadores reprovaram por unanimidade a proposta da empresa. “ A LAN apresentou uma proposta  de  aumento anual de $2112 pesos  (cerca de R$ 10,56), o que é uma vergonha”, pontuou o Sindicato dos Trabalhadores na Lanexpress (Sindilanex).   

De acordo com o Sindicato, a empresa assumiu uma postura rígida de não aceitar a opinião dos trabalhadores e da organização sindical.  “A empresa desenvolveu práticas de trabalho ruins, violação de acordos coletivos e diversas práticas antissindicais, cumprindo fielmente o papel do empresário chileno que usa e, em alguns casos, maltrata seus trabalhadores para lidar com esquema de investimento econômico”, ressalta a entidade.

O Sindilanex representa 881 trabalhadores em  todo o Chile. Entre eles, funcionários do Aeroporto Tierra que têm baixos salários e péssimas condições de trabalho.

“Quando um trabalhador tem de abrir mão de seus direitos para necessidade da família, é um sinal de injustiça em nosso país, mas deve ser o gatilho para trabalhadores lutarem com força para defender o seu futuro!”, finaliza. 

Redação FENTAC com informações do Sindilanex