Porto Alegre: Sindicato segue na luta para melhorar a segurança do aeroviários na TAP ME

23

O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre vem debatendo com a TAP ME formas de melhorar as condições de trabalho dos aeroviários da empresa, especialmente em setores onde há maior risco de doenças e acidentes. 

A entidade também tem acompanhado as  ações da  Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e cobrado a retomada da Brigada de Incêndio e a criação de um procedimento ou protocolo de atuação em caso de incidente envolvendo produtos químicos ou combustíveis.

“Em segurança e saúde do trabalho, é essencial que cada um faça sua parte. No entanto, apesar de um esforço conjunto em debater formas de reduzir a periculosidade nos espaços de trabalho, mas a da TAP ME, na prática, continua fazendo vista grossa para situações inadmissíveis”,  frisa a direção do Sindicato.

Segundo o Sindicato, há poucos dias, no Hangar 2, sem que a área tivesse sido isolada, uma aeronave foi lixada. A situação irregular contou com a aceitação do perito da empresa, que passou pelo local e não interviu. Para o entidade, de nada adianta criar compromissos no papel que não serão postos em prática. “O que está em risco é a vida e a saúde dos trabalhadores da TAP ME”, finaliza.

Redação FENTAC com Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre