Editorial: 2021 foi difícil, mas 2022 será um ano melhor para os brasileiros

Apesar de dificuldades vividas nas conjunturas políticas e econômicas, FENTAC vê futuro melhor para o ano que vem

361

Este ano foi duro para os brasileiros. Foram milhares de vidas perdidas em decorrência da pandemia, a inflação desvaloriza o salário do trabalhador, o desemprego cresce e o Governo Federal não oferece uma solução para a população.

Muitos de nós estão passando por dificuldade, principalmente os mais carentes, abandonados pelo poder público. Nessa situação dura imposta pelos governantes, vemos o caso da aérea Itapemirim, que por conta de irresponsabilidade e incompetência, deve salários e benefícios aos trabalhadores nas vésperas de Natal.

Porém, a FENTAC acredita que há o que comemorar e pelo que ser grato neste final de ano. As Campanhas Salariais das categorias da aviação civil obtiveram em suas negociações relativo sucesso, principalmente se comparado ao período passado.

“Avançamos, estamos na busca de recuperar o que é nosso, e nos mostramos fortes e presentes mesmo com todas dificuldades que nos foram apresentadas”, pontua a diretoria.

Para 2022, a direção da FENTAC deseja um ano mais próspero e feliz para todos os trabalhadores do Brasil, em especial para o setor aéreo e do transporte. “Temos certeza que somos capazes de avançar ainda mais nas nossas lutas, sabemos da nossa força”, complementa a direção, que finaliza, “para todos os brasileiros, um feliz Natal e que o ano novo reserve boas novas para nós”.